Barreiro aplaude ponte rodoviária de ligação ao Seixal confirmada por Costa

256
visualizações

António Costa revelou, durante a visita ao bairro da Jamaica, no Seixal, que o pacote das acessibilidades do novo aeroporto do Montijo (que está a ser negociado com a ANA Aeroportos) inclui a ligação entre os dois concelhos

 

- Pub -

A Câmara do Barreiro mostrou-se satisfeita com o anúncio feito ontem pelo primeiro-ministro de que a construção da ponte rodoviária com ligação ao Seixal está prevista nas acessibilidades do novo aeroporto do Montijo.

“É a ligação rodoviária entre o Barreiro e o Seixal que vai resolver muitos dos problemas das populações, vai aproximar territórios e ela sim é mobilizadora e tem capacidade de alavanca em toda a Margem Sul. Obviamente que assistimos a estas declarações do primeiro-ministro com muita satisfação”, avançou à Lusa o presidente da Câmara do Barreiro, Frederico Rosa (PS).

Em visita ao bairro da Jamaica, no Seixal, António Costa revelou que o pacote das acessibilidades do novo aeroporto do Montijo, que está a ser negociado com a ANA – Aeroportos de Portugal, inclui uma ponte rodoviária entre o Barreiro e Seixal.

Este é um tema que tem gerado discussão pública durante esta semana, uma vez que o município do Barreiro anunciou, na terça-feira, o adiamento da construção da ponte pedonal com ligação ao Seixal, devido ao aumento de custos, tendo canalizado a verba existente para a criação de uma rede ciclável.

Já o Seixal, lamentou esta decisão do município do Barreiro e garantiu estar “sempre disponível” para avançar com o projeto, mesmo que o valor fosse “superior ao inicialmente previsto”.

Foi em Março de 2017 que as duas autarquias assinaram um protocolo para a concretização de uma ponte que ligaria os concelhos, no entanto, em Junho do mesmo ano, a administração do Porto de Lisboa inviabilizou o projecto ao exigir que a parte móvel da infraestrutura tenha mais 20 metros.

O Plano de Acção e Mobilidade Urbana Sustentável (PAMUS) tinha atribuído um orçamento de cerca de 2,1 milhões de euros para a concretização deste projecto e, para Frederico Rosa, é importante “não deixar cair os fundos, recolocá-los e resolver o problema das pessoas de forma estrutural”.

Quando questionado se o adiamento da ponte pedonal está relacionado com a possibilidade de uma infra-estrutura rodoviária, o presidente da Câmara do Barreiro garantiu que não foi esse o motivo.

“Não está relacionado porque o ponto de partida para a reanálise do processo eram os custos crescentes que a ponte tinha, agora também sabíamos que esta ponte – que nos possibilitaria ir a pé e de bicicleta até ao Seixal – não é a ponte que tem capacidade de resolver os problemas de mobilidade e acessibilidades do Barreiro”, explicou.

Frederico Rosa não avançou se a autarquia terá que comparticipar uma parte desta infra-estrutura, mas segundo as declarações do primeiro-ministro supõe que “a ponte estará incluída no pacote do aeroporto”.

“Vamos ficar a aguardar com serenidade a saída dos estudos e do pacote de acessibilidades, mas ficamos hoje com esta excelente notícia”, concluiu.

Lusa

Comentários

- Pub -