Draga recolhe lixo do Sado

212
visualizações
Plástico, pneus e fio de nylon constituem a maior parte do lixo recolhido

A Breydel está a proceder à recolha de lixo no leito do rio.

 

- Pub -

Segundo a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS) esclarece em comunicado, “esta acção surge no âmbito da componente de sustentabilidade ambiental” do projecto Melhoria das Acessibilidades Marítimas ao Porto de  Setúbal. E, no momento, estão a ser recolhidas “quantidades significativas de resíduos que se encontram depositados no leito do rio Sado, nomeadamente plásticos, nylons e borrachas”.

Os lixos recolhidos estão a ser encaminhados para operações de valorização, conforme previsto no Plano de Gestão de Resíduos da empreitada.

A remoção destes lixos, nomeadamente do plástico, que constitui uma ameaça crescente para a vida marinha, e o seu envio para reciclagem, contribui para a diminuição de dióxido de carbono, um dos gases mais importantes nas alterações climáticas.

Os polímeros resultantes da decomposição destes materiais quando depositados directamente em meio marítimo têm um longo tempo de decomposição – no caso do plástico mais de 100 anos, o nylon mais de 30 anos e borracha tempo indeterminado -, libertando componentes que podem interferir negativamente com o ambiente marinho.

Comentários

- Pub -