Doentes oncológicos já têm porta aberta no Seixal

45
visualizações

Delegação da Liga Portuguesa Contra o Cancro na Rua Francisco Zambujal. Colaboração entre a Câmara do Seixal e a LPCC procura ajudar os que “sofrem um sobressalto na vida”

 

- Pub -

A Delegação do Seixal da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), na Rua Francisco Zambujal, foi inaugurada ao fim da tarde de sábado passado, com a presença de Joaquim Santos, presidente da Câmara do Seixal, Francisco Cavaleiro, presidente do Núcleo Regional do Sul da LPCC, e Eduardo Marques, presidente da nova delegação. À cerimónia juntaram-se muitos outros autarcas, técnicos das autarquias e funcionários do novo polo de saúde.

“Este é um espaço muito importante para todos aqueles, mulheres homens e jovens, que sofrem um sobressalto na vida”, disse o presidente da edilidade, durante o momento protocolar. “Com a ajuda de todos, a experiência dessas pessoas será menos traumatizante”, já que esta delegação “será das mais dinâmicas e abrangentes do país”, sublinhou Joaquim Santos. No seu funcionamento, “poderá contar sempre com a equipa do Seixal Saudável, que desde a primeira hora se pôs ao lado da LPCC e assim continuará no futuro”.

O autarca anunciou que a Câmara do Seixal lançou o concurso para a Loja do Cidadão, no dia 18 de Dezembro, “que ficará instalada aqui ao lado, no Edifício Alentejo”. Será a segunda em toda a Península de Setúbal. Joaquim Santos lembrou, ainda, que foi possível transformar “um dos concelhos mais atrasados do país, antes do 25 de Abril, num dos mais avançados, seja em termos sanitários, desportivos, culturais ou outros”, preenchendo “hoje muitas lacunas deixadas em aberto pelo Poder Central”.

Francisco Cavaleiro centrou a sua breve intervenção nos objectivos mais próximos da LPCC, como “implantar até 2022 um programa do rastreio da mama, que já está no terreno a nível europeu” ou “angariar fundos para que a Liga possa consagrar-se à investigação oncológica”. Noutro passo: “Estamos aqui para apoiar as pessoas que precisam de nós, sobretudo, no que respeita à prevenção primária”. E finalizou com uma nota optimista: “Não tenho dúvida de que esta delegação vai ter os maiores sucessos!”

Por sua vez, Eduardo Marques, agradeceu à Junta de Amora e à Câmara do Seixal, sem as quais “certamente não estaríamos aqui neste momento”. E agradeceu também aos “amigos da Liga, aos voluntários, aos patrocinadores”, enfim, todos os que impulsionaram “este projecto iniciado em 2016”. Quanto a objectivos, a delegação da LPCC “tem apenas um: apoiar os doentes oncológicos e as suas famílias”.

Estatuto e valências

Segundo o que está estatutariamente estabelecido, a JPCC “é uma Associação Cultural e de Serviço Social, declarada de Utilidade Pública, que se assume como uma entidade de referência nacional no apoio ao doente oncológico e família, na promoção da saúde, na prevenção do cancro e no estímulo à formação e investigação em oncologia”.

Entretanto, o “Núcleo Regional do Sul da LPCC cumpre os seus objetivos definidos estatutariamente, descentralizando a sua ação, através da criação de Delegações locais, nos Concelhos da sua área de intervenção, incluindo o Concelho do Seixal”.

Os serviços prestados pela delegação do Seixal da LPCC são gratuitos, dividindo-se pelo apoio ao doente e respectiva família (acolhimento de doentes e familiares), apoio social (pagamento de medicamentos, próteses e transportes aos doentes economicamente carenciados), psico-oncológico (acompanhamenento psicológico de doentes e familiares), jurídico, fisioterapeuta e cabeleireiro.

No que toca à área do bem-estar, temos: reiki, yoga, pilates, meditação, taças tibetanas, atelier de manualidades. Por fim , os movimentos de entreajuda: Vencer e Viver (apoio a mulheres com cancro da mama) e Prevenção Primária (actividades para a manutenção de boas práticas para a saúde e prevenção do cancro).

Diga-se que a Câmara do Seixal contribuiu com 80 mil euros para a aquisição do imóvel e que prevê uma comparticipação de 3.800 euros a aquisição de material necessário ao normal funcionamento da delegação.

Ao longo dos anos, a Câmara do Seixal tem canalizado apoios financeiros para a Movaplar – Movimento de Apoio a Laringectomizados, doentes oncológicos que não têm laringe, instituição sedeada no Hospital Garcia de Orta.

Por José Augusto

 

 

Comentários

- Pub -