Ordem dos Advogados: João Massano eleito presidente do Conselho Regional de Lisboa

171
visualizações

Futuro responsável alcançou a vitória através da candidatura apresentada pela Lista N, encabeçada pelo barreirense António Jaime Martins, que saiu derrotado na primeira volta das eleições deste ano. Segunda momento eleitoral acontece nos próximos dias 11, 12 e 13

- Pub -

 

Luís Geirinhas

 

João Massano foi eleito pela Lista N como novo titular do Conselho Regional de Lisboa da Ordem dos Advogados (OA) para o triénio 2020/2022, nas eleições que tiveram lugar no final da última semana, pela primeira vez, num processo de escolha dos novos dirigentes daquela instituição através de voto electrónico.

Em declarações ao jornal O SETUBALENSE, o ainda vice-presidente daquele órgão defendeu que estes resultados foram “um sinal claro e inequívoco do nosso trabalho e esforço, em prol do papel da figura do advogado junto da sociedade” e revelou que o futuro vai passar pela “defesa de uma bandeira a cada ano”.

Já o barreirense António Jaime Martins, que se candidatou na mesma lista a bastonário, arrecadou 4264 votos, que representaram 17,67 por cento do total da votação. Na sequência desta derrota, afirmou que “não vou desistir de defender a profissão de que gosto e a única que sei exercer”, recordando que o projecto “Fazer a Diferença” teve muitos apoiantes e elegeu representantes para vários órgãos da OA “que lhe darão continuidade e com os quais devemos todos estar disponíveis para colaborar e defender”.

Já a advogada com escritório sedeado em Alcochete, Ana Luísa Lourenço (Lista L), por sua vez, conseguiu alcançar 1735 votos (apenas 8,6 por cento), resultado que a mesma justifica pelo facto de a sua candidatura “ter sido a última a surgir, contando apenas com seis meses de existência”, mas que encarou como “um número motivador” para continuar a exercer o seu trabalho.

Perante os resultados, ambos os candidatos ficaram de fora da corrida à segunda volta para a eleição do futuro bastonário, que acontece nos próximos dias 11, 12 e 13 e que passa agora a contar somente com os vencedores Guilherme Figueiredo, actual bastonário (que alcançou 6121 votos), e com Luís Menezes Leitão, presidente do Conselho Superior da OA, que obteve 4677 votos.

Nesta primeira fase, as eleições contaram com a votação de 24.126 advogados de um total de 33.250 votantes, o que representou um aumento em relação ao último triénio, tendo sido ainda contabilizados um total de 3595 votos em branco, para além de 432 considerados inválidos.

Comentários

- Pub -