Socialistas deixam CDU a 23,67% de distância

75
visualizações

Se de um jogo de sueca se tratasse, o resultado do PS tinha sido uma “chita”, já que os socialistas cortaram todas as vazas aos adversários, triunfando nas quatro freguesias. Salvaram-se os animalistas. Afundaram-se PSD, CDS e CDU. O BE manteve-se à tona

- Pub -

 

 

Com uma abstenção 0,08% abaixo da média nacional (45,50%), o concelho do Seixal foi pintado a “rosa” em todas as freguesias, mercê de uma vitória retumbante do PS nas eleições do passado domingo – os socialistas alcançaram 38,80% dos votos (mais 4,71% do que em 2015), deixando a segunda força política mais votada, a CDU (que passou a ocupar o lugar conquistado pela coligação PSD/CDS há quatro anos), a 23,67 pontos percentuais de distância.

Além do PS, o PAN foi o único partido, entre os seis primeiros, a aumentar a votação neste concelho (subiu de 2,01 para 4,86%).

Este foi o quarto concelho do distrito de Setúbal onde os socialistas obtiveram melhor votação em termos percentuais – o melhor foi Alcácer do Sal (44,46%), seguindo-se Barreiro (41,10%) e Almada (38,92%).

O PSD foi o terceiro partido mais votado com 14,47% dos votos, que compara com os 23,14% alcançados há quatro anos em coligação com o CDS, que agora se ficou pelos 2,79%. Contas feitas, somados os resultados conseguidos a solo pelos dois partidos, a perda foi de 5,88% no concelho.

A CDU não foi além dos 15,13%, menos 2,72 pontos percentuais do que nas anteriores legislativas, conseguindo mesmo assim capitalizar o desaire dos dois principais partidos da direita.

Já o Bloco de Esquerda (BE) manteve-se como quarta força política mais votada no concelho, embora tenha também registado uma diminuição, ligeira, na votação (de 13,34 de há quatro anos passou agora para 11,52%).

A freguesia de Amora foi onde o PS alcançou o triunfo mais expressivo no concelho, chegando aos 41,26% (mais 5,13% em relação às eleições anteriores). A CDU aproveitou a derrocada de PSD e CDS para trocar posições e, apesar de um decréscimo de 2,58 pontos percentuais, passou a ser a segunda força mais votada. O BE decresceu ligeiramente e o PAN subiu para mais do dobro (4,59% dos votos).

Na União das freguesias de Seixal, Arrentela e Aldeia de Paio Pires, os socialistas voltaram a crescer a mais de cinco pontos percentuais, registando 36,58% dos votos, seguindo-se a CDU, com menos 3,98% em relação a 2015. BE, PSD e CDS, sobretudo estes dois últimos, também perderam espaço, ao passo que o PAN quase que triplicou a percentagem da votação (5,00%).

Nas freguesias de Corroios e Fernão Ferro, os cenários foram idênticos: PS e PAN cresceram; PSD, CDU, BE e CDS baixaram resultados.

Comentários

- Pub -