Aporvela anuncia possível passagem de regata internacional em Setúbal

65
visualizações
Aporvela. Rui Santos, Gestor de Projectos

Espírito aventureiro de Fernão de Magalhães e Sebástian Elcano viveu-se bordo do veleiro Fryderyk Chopin na despedida da Semana do Mar. Aporvela prepara-se para embarcar com a Caravela Vera Cruz na expedição que celebra a volta ao mundo realizada há 500 anos e anuncia novos projectos.

 

- Pub -

 

 

A bordo do veleiro Pogoria, representantes da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, do município e da Aporvela – Associação Portuguesa de Treino de Vela celebraram mais uma Semana do Mar. Uma noite com um sentimento de aventura no ar, pelas comemorações dos 500 anos da volta ao mundo por Fernão de Magalhães e Sebástian Elcano.

“Celebramos esta viagem de Fernão de Magalhães levando a Caravela Vera Cruz ao Estreito de Magalhães. Uma aventura por 35 portos, 13 países e 15 mil milhas naúticas, na qual a tripulação da caravela integrará os 1500 participantes”, revela Rui Santos, Gestor de Projectos da Aporvela a O SETUBALENSE.

Uma oportunidade para dar voz à história dos cerca de 10% de portugueses que partiram nesta viagem há 500 anos, “sem esperar dar a volta ao mundo, porque esse nem era o plano original”.

Para além da participação da Caravela Vera Cruz na expedição de Magalhães, a Aporvela desvenda planos para 2020.

“Aproveitanto as palavras do novo capitão do Porto de Setúbal, Paulo Alcobia Portugal, que vê neste porto [Setúbal] um grande potencial para a visita de veleiros internacionais, anunciamos que, em Julho de 2020 vamos tentar trazer a Setúbal uma regata internacional de veleiros”, avança Rui Santos.

Carlos Correia, membro do Conselho de Administração dos Portos de Setúbal e de Sesimbra, comentou a 5ª edição da Semana do Mar com “uma quebra em relação a anos anteriores devido à ausência do Navio Escola Sagres”. No entanto, os objectivos cumpriram-se inteiramente, “num evento muito acarinhado por setubalenses e visitantes, que mantêm uma estreita ligação ao rio e ao mar”.

Quanto a planos para a próxima edição “ainda é cedo, mas mesmo sem a nossa Sagres, que só estará de regresso em 2021, temos a certeza de que será um momento extraordinário”.

 

Dores Meira elogiou dias dedicados ao mar

 

“Infelizmente não podemos ter a Sagres connosco este ano”, lamenta a presidente da Câmara  Municipal de Setúbal. “Mas tivemos a visita do NRP Setúbal, uma curveta da Marinha Portuguesa, que homenageia a nossa cidade e, claro, presença das ‘jóias’ da Polónia”, afirma Dores Meira.

Ao longo da semana o destaque da presidente foi para a visita de muitas escolasc ao navios e para a animação na doca dos pescadores, “com música e sabores do mundo a acompanharem os ‘Veleiros ao Luar’”.

 

Comentários

- Pub -