Milhares homenagearam Ricardo Antunes

393
visualizações

Capacetes ao alto no último adeus dos motards ao antigo membro do Motoclube do Montijo

 

- Pub -

 

A partida precoce de Ricardo Antunes, aos 39 anos, vítima de acidente de trabalho no passado dia 9, não só chocou a comunidade montijense como também deixou um vazio insanável entre muitos, sobretudo entre familiares, amigos e companheiros do Motoclube do Montijo, grupo a que pertencia. Foram milhares as mensagens de solidariedade, nas redes sociais, e as pessoas que marcaram presença nas cerimónias fúnebres, numa derradeira homenagem que sensibilizou os pais do motard, Júlio e Isabel Antunes.

O funeral concentrou no Cemitério de S. Sebastião, na cidade montijense, no passado dia 14, largas centenas de amigos e motards, no último adeus a Ricardo Antunes. Uma manifestação de solidariedade, carinho e de saudade pela partida trágica e imprevista de alguém muito querido entre os que conhecia, situação que motivou um agradecimento forte dos pais. Através de O SETUBALENSE – DIÁRIO DA REGIÃO, Júlio e Isabel agradecem de forma sentida a todos os amigos e em particular aos motards, que acompanharam o filho até à última morada.

Carlos Marques, presidente do Motoclube do Montijo, recorda Ricardo Antunes como um dos elementos mais activos da referida associação e sempre muito alegre, salientando o sentimento que trespassa o grupo.

“Não há palavras. É uma perda irreparável. Era um rapaz muito activo, trabalhava, ajudava e participava nas actividades do Motoclube do Montijo… Tinha uma vida pela frente. Sempre muito alegre, bem-disposto e disponível para ajudar. Ficará para sempre na memória do nosso grupo”, disse.

Além do acompanhamento às cerimónias fúnebres, o Motoclube do Montijo homenageou ainda a memória de Ricardo Antunes no habitual passeio de motos realizado no último dia da 26.ª Concentração do grupo, decorrida entre 10 e 12 deste mês, incluindo no itinerário uma passagem e paragem junto à residência do antigo membro. Mas antes, no dia de abertura do certame, Ricardo Antunes já havia sido recordado numa “singela homenagem” pelos companheiros, com uma salva de palmas prolongada.

Ricardo Antunes, recorde-se, faleceu na sequência de uma queda de um empilhador quando se encontrava trabalhar em Palmela.

Comentários

- Pub -