Jardim-de-Infância da EB 2 de Alhos Vedros vence concurso ‘Moinhos de Vento’

21
visualizações

Jardins-de-infância de Sarilhos Pequenos e da EB de Alhos Vedros, na Fonte da Prata, completaram o pódio

 

- Pub -

As turmas 12 e 22 do Jardim-de-Infância (JI) da Escola Básica (EB) n.º 2 de Alhos Vedros foram as vencedoras do concurso “Moinhos de Vento”, promovido pela Câmara Municipal da Moita, no âmbito do projecto “Agricultura Biológica e Compostagem na Escola”. O JI de Sarilhos Pequenos e o JI da EB de Alhos Vedros, na Fonte da Prata, completaram o pódio, classificando-se respectivamente no 2.º e 3.º lugares.

Os prémios foram entregues, no passado dia 29, às três escolas pelo vereador Miguel Canudo, responsável pelo pelouro do Ambiente.

O JI da EB n.º 2 de Alhos Vedros, como vencedor, foi contemplado com uma viagem à Quinta Pedagógica de São Paulo. Já o JI de Sarilhos Pequenos (2.º prémio) e o JI da EB de Alhos Vedros, na Fonte da Prata (3.º prémio), receberam materiais didáticos.

Os moinhos de vento, lembra a autarquia, “foram construídos pelos alunos para colocação nas hortas pedagógicas”.

Este ano lectivo, sublinha a edilidade, o projecto “Agricultura Biológica e Compostagem na Escola” contou com a adesão de 52 turmas das escolas do 1.º ciclo e jardins-de-infância da rede pública do concelho.

 

20 anos a formar consciência ecológica

 

Recorde-se que este projecto tem vindo a ser desenvolvido pela Câmara Municipal desde 1999, com o intuito de “fomentar a consciência ecológica, sensibilizar para a importância da reciclagem, nomeadamente de resíduos domésticos orgânicos, e esclarecer a comunidade sobre os benefícios dos produtos biológicos para a saúde e o ambiente”. A horta biológica “é também um recurso especial no espaço escolar, um laboratório vivo disponível para observação, demonstração e experiência”, adianta o município, realçando a génese do projecto.

“Consiste no desenvolvimento de uma horta biológica e da compostagem de resíduos orgânicos e actividades complementares.” A autarquia é responsável pela preparação prévia do terreno, pela promoção de sessões teórico-práticas na escola com cada turma (sobre compostagem; preparação de terreno, sementeira e plantação; pragas e auxiliares, recolha de produtos e sementes) e pelo apoio material para o desenvolvimento da horta e da compostagem. Além disso disponibiliza a oferta de fichas de apoio aos professores.

Comentários

- Pub -