Adoptar um animal é uma responsabilidade para a vida

45
visualizações

Terá de registá-lo em seu nome, colocar-lhe um chip e reforçar a vacina contra a raiva.

 

- Pub -

“Adopte um amigo de quatro patas!” – eis o apelo lançado recentemente pelo Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia do Seixal (CROACS), localizado em Arrentela, na Avenida da República.

No entanto, a organização avisa que um “animal de estimação não é um presente descartável e precisa de alguém com disponibilidade para o ensinar, passear e mimar e que tenha condições para garantir a sua alimentação, higiene e cuidados de saúde, todos os dias do ano”.

Recomenda-se que “nunca o adopte por impulso”. Tenha também presente que um animal de estimação “é mais um membro das família e vai precisar de si em todas as alturas do ano”, esteja em período de trabalho ou em tempo de férias.

Processo de adopção

É simples. Diz a CROACS que basta ter mais de 18 anos, assinar um termo de responsabilidade e apresentar um documento de identificação. Os animais da instituição, e que podem ser adoptados, estão desparasitados e vacinados. Após o acto de adopção, deve registá-lo em seu nome, na junta de freguesia da sua área de residência, colocar-lhe um microchip e ministrar-lhe um reforço da vacina contra a raiva. Também deve saber que quanto mais levar a passear o animal, para ele interagir com pessoas e outros animais, mais tranquilo se tornará ao longo do tempo.

Vá lá! Se estiver preparado e reunir condições, dê este passo, que pode ser importante na sua vida. Fazer novos e dedicados amigos quebra a solidão e suaviza as agruras da vida.

Por José Augusto

Comentários

- Pub -