Comitiva brasileira visita Instituto Politécnico de Setúbal

59
visualizações
Pedro Dominguinhos e Maria Clara Schneider aprofundaram ligação entre os dois institutos

Para além do balanço da parceria entre Instituto Federal de Santa Catarina e o Instituto Politécnico de Setúbal, ficou aberta a porta a outras oportunidades

 

- Pub -

 

 

O Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) recebeu, na passada semana, uma comitiva do
Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), Brasil, liderada pela reitora Maria Clara
Schneider, numa visita para balanço da parceria que une as duas instituições desde
finais de 2017, e também para discussão de colaborações futuras.

Com um percurso de mais de 100 anos no ensino superior público científico e
tecnológico, o IFSC é, actualmente, “um dos parceiros internacionais mais
consistentes e profícuos do IPS, revelando crescente interesse no intercâmbio de
estudantes e docentes para atividades de investigação”, refere o Politécnico de
Setúbal em comunicado.

Maria Clara Schneider, que esteve no IPS pela terceira vez, reuniu com os
coordenadores de mestrado da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal
(ESTSetúbal/IPS), no sentido de discutir e operacionalizar duplas titulações, nas
áreas da Engenharia Electrotécnica e de Computadores e da Engenharia Mecânica e
Informática.

A comitiva brasileira visitou igualmente a Oficina Lu Ban Portuguesa, para se
inteirar da dinâmica de envolvimento do laboratório em Indústria 4.0 na rotina dos
cursos do IPS. Reuniu ainda com o coordenador da pós-graduação em Motorização de
Veículos Elétricos e Híbridos, professor José Maia, para discutir a colaboração no
desenho e leccionação de uma pós-graduação em Mobilidade Eléctrica no IFSC.

No final do encontro, foi avaliada a experiência de intercâmbio dos vários estudantes
bolseiros de investigação do IFSC entretanto acolhidos pelo IPS ao abrigo do programa
PROPICIE, e uma primeira visita às instalações da Escola Superior de Tecnologia do
Barreiro (ESTBarreiro/IPS), cuja oferta se centra na área das engenharias e
tecnologias Civil, Biológica e Química.  Deste contacto, resultou o agendamento de
uma nova visita do IFSC à ESTBarreiro/IPS, no início de Março para estudar a hipótese
de futuras colaborações nas áreas da Química e Biotecnologia.

Ficou ainda prevista a visita de uma comitiva do IPS a Florianópolis para dar
continuidade à discussão de todas estas colaborações.

Comentários

- Pub -