Comissões de transportes não desistem da reposição de horários da TST

33
visualizações

Utentes dizem que administração da TST alegou indisponibilidade de
agenda para reunir. Até que todos os horários sejam repostos, as comissões de transportes pedem aos utentes que manifestem o seu desagrado

Representantes das comissões de utentes de transportes de Almada, Montijo e Seixal
esperavam reunir, na passada quinta-feira, com a administração da Transportes Sul do
Tejo, mas após se terem apresentado na sede desta empresa de transportes públicos
foram informados de que por “indisponibilidade de agenda” a reunião não se iria
realizar.

- Pub -

Afirmam as comissões que esta reunião tinha sido “solicitada na sequência da
imposição, a 6 de Janeiro, de um conjunto de supressões de carreiras e cortes na
frequência pelos TST nos concelhos da margem Sul do Tejo que tiveram e continuam a
ter sérios impactos na mobilidade das populações”.

Apesar da TST já ter reposto algumas das carreiras que foram retiradas nestes
concelhos, as comissões exigem que sejam “repostos todos os horários de imediato”,
pelo que “apresentaram queixa junto dos TST, mas também da Área Metropolitana de
Lisboa e da Autoridade Metropolitana de Transportes”.

A reunião solicitada à administração da empresa tinha como objectivo conhecer o plano
da empresa e as datas em que os horários serão repostos. Agora, “com ou sem reunião e
até à completa reposição dos horários, as comissões apelam a todos os utentes para que
manifestem o seu desagrado junto daquelas entidades”.

Comentários

- Pub -