Cine-Teatro Joaquim de Almeida acolheu encontro sobre empreendedorismo, cooperação e desenvolvimento regional

54
visualizações

Segurança Social de Setúbal e rede regional de parceiros estudam formas de trabalho em rede para incentivar empreendedores

- Pub -

 

O Montijo acolheu ontem um encontro sobre “Empreendedorismo, Cooperação e Desenvolvimento Regional”, promovido pela Plataforma da Península de Setúbal da Rede Social, organismo de parceria entre entidades públicas e privadas, coordenado pelo Centro Distrital de Setúbal da segurança Social, e vocacionado para a concertação de estratégias de desenvolvimento dos concelhos de Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal.

Na sessão de abertura, o presidente da Câmara do Montijo apresentou o concelho como “uma terra aberta aos novos projectos de investimento”, como o futuro aeroporto, mas “com respeito” pelas gentes, história e tradições locais.

Nuno Canta apontou a liberdade como um factor essencial à “nova era de desenvolvimento”, defendendo que é “responsabilidade de todos” construir um mundo de liberdade, por exemplo, económica e associativa, importante até para a concretização dos direitos sociais.

Antes do autarca, o presidente do Instituto Politécnico de Setúbal defendeu a importância do trabalho em rede, como “uma mais-valia” para o desenvolvimento da região. “A melhor estratégia não é cada entidade querer ter todos os recursos necessários”, sublinhou Pedro Dominguinhos, que vincou ainda o foco nos agentes empreendedores. “Cada projecto de empreendedorismo é único, tem um conjunto de competências e carências especificas”, alertou.

O IPS, que representa uma comunidade de quase oito mil pessoas, com sete mil alunos em 80 cursos, tem cerca de 30 docentes envolvidos nestas plataformas de cooperação.

Os trabalhos foram encerrados pela coordenadora da plataforma e directora do Centro Distrital da Segurança Social, Natividade Coelho.

O encontro de ontem contou com a participação de Manuel Meireles, da Direcção-regional de Agricultura e Pescas da Região de Lisboa e Vale do Tejo, César Ribeiro, mestrando da MCE/IPS, Álvaro Cidrais, da RUMO, Teresa Costa, docente da ESCE/IPS, Maria do carmo Guia, directora do centro de Emprego do Sul do tejo do IEFP, Ana Rita Ramos da AERLIS, Nuno Maia da AISET e João Vieira da Orange Tree Houses.

Os debates foram moderados pelos jornalistas Francisco Alves Rito, de O SETUBALENSE – DIÁRIO DA REGIÃO, e Raúl Tavares do “Semmais”.

Comentários

- Pub -