Japão chega ao Barreiro com brilho de Dragon Ball a Samurai X

39
visualizações

Concurso de cosplay, gastronomia asiática, demonstrações de judo e karaté, exposições e momentos de música trouxeram a magia da mangá ao Barreiro este fim-de-semana

 

- Pub -

A Anime e a Mangá chegaram há 49 anos a Portugal. E este fim-de-semana o Barreiro foi um dos palcos de eleição desta cultura com a 1ª edição do Cosplay Art Festival, realizada na Escola Superior de Tecnologias do Barreiro (IPS/ESTBarreiro).

Um evento dedicado aos personagens de animação, banda desenhada e cinema idolatrados por dos tipos de fãs “os que se identificam mais com a vertente Anime e aqueles que preferem a Mangá”.

Yuka Iwanami, segunda secretária da Embaixada do Japão presente no evento para difulgação da cultura japonesa, explicou as diferenças. “A Mangá é mais antiga. Surgiu no século XIX e inclui caricaturas e ilustrações de cenas da cultura japonesa”. Enquanto o Anime surgiu já no século XX “inspirado pelos cartoons ocidentais e personagens da Disney, sendo esta a vertente que mais seduz as gerações jovens”.

Quanto a fãs em Portugal “são cada vez mais e a prova disso é a boa afluência à primeira edição deste evento, também o primeiro com estas características que realizamos nesta margem do Tejo”.

E o Cosplay…

A expressão Cosplay que baptizou o evento surge a partir de um termo inglês. “A junção das palavras costume [fantasia] e roleplay [brincadeira]. Um apelo a que cada fã, cada participante, vista a pele dos personagens que mais admiram, seja da cultura pop japonesa ou de influência ocidental”. Yuka conta que a criativadade é grande e no Barreiro, estiveram presentes “personagens dos filmes da Disney, do clássico jogo Final Fantasy, de banda desenhada”.

Um mundo fantástico que leva os maiores fãs a criarem os seus próprios fatos e até mesmo “a viverem a própria personalidade do personagem”.

Quanto a curiosidades, muitas fãs e leigos pensam que os japoneses foram os criadores desta “moda”, mas na verdade “foram os norte-americanos que se lançaram nesta fantasia”.

Para o próximo ano o evento regressa com mais personagens e sempre com “perspectiva de crescer, seja na ESTBarreiro ou em outro espaço da cidade”.

Comentários

- Pub -