Carapau e Sardinha ‘saltam’ da grelha

34
visualizações

Assar ou fritar sardinha e carapau são apenas duas maneiras de os servir. Em Setúbal estes sabores de verão foram confeccionados com uma pitadinha de desafio

 

- Pub -

Sardinha e carapau confeccionados de forma menos tradicional conquistaram cerca de três dezenas de pessoas que participaram, no domingo, ao final da tarde, numa sessão de quatro pratos de Isabel Fonseca.

Ceviche de carapau, taquinho de sardinha com cebola roxa, tempura de carapau e húmus de carapau acompanhado de salada crocante permitiram a degustação durante duas horas de outros sabores. Uma cozinha diferente que incluiu uma prova vínica, com o apoio da Sivipa – Sociedade Vinícola de Palmela.

A Semana do Carapau e da Sardinha, certame organizado pela Câmara Municipal de Setúbal e pela Docapesca, com o apoio da Makro, teve início a 24 de Agosto com uma aula de culinária, também dinamizada na Casa da Baía pela chef Isabel Fonseca, da Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa.

Durante nove dias, carapau e sardinha estiveram nas propostas de 64 restaurantes que apresentaram ementas gastronómicas específicas, desde os pratos mais típicos até às receitas mais elaboradas.

A Semana do Carapau e da Sardinha faz parte de um calendário de eventos gastronómicos dinamizado pelo município no âmbito da marca Setúbal Terra de Peixe com o objectivo de divulgar sabores e tradições da cozinha setubalense e, em simultâneo, estimular a restauração local e promover o concelho enquanto destino turístico de excelência.

Comentários

- Pub -