26 Janeiro 2021, Terça-feira
- PUB -
Início Sociedade Adega de Palmela vale ouro a dobrar no Mundus Vini Spring Tasting

Adega de Palmela vale ouro a dobrar no Mundus Vini Spring Tasting

Aos galardões de ouro arrebatados pelo Adega de Palmela Moscatel de Setúbal 2016 e Vila Palma Reserva Branco 2016, juntou-se ainda uma medalha de prata conquistada pelo Vale do Barris Syrah 2017

 

- PUB -

Passam os anos, mas a excelência da qualidade dos vinhos da região reconhecida nacional e, sobretudo, internacionalmente mantém-se imutável, com a conquista de prémios em certames dos mais prestigiados do planeta a confirmarem todos os predicados dos néctares da Península de Setúbal, como o atesta mais um brilharete alcançado pela Adega da Palmela. A produtora vinícola acaba de arrebatar mais três medalhas no concurso Mundus Vini Spring Tasting 2019.

Os vinhos Adega de Palmela Moscatel de Setúbal 2016 e Vila Palma Reserva Branco 2016 foram premiados com medalhas de ouro e o Vale do Barris Syrah 2017 com a de prata, naquela que é considerada uma das mais importantes competições do mundo da especialidade, contando com um júri internacional composto por enólogos, produtores, sommeliers e jornalistas dos quatro cantos do globo. Esta edição do referido concurso apresentou um painel de 260 especialistas em vinhos internacionais de 50 países que avaliaram cerca de 7 220 néctares de todo o mundo, o que reflecte bem a dimensão da conquista dos dois galardões de ouro e um outro de prata conseguidos pela Adega de Palmela.

Sobre os vinhos distinguidos no certame, a Adega de Palmela traça uma espécie de perfil de cada um deles. “O Adega de Palmela Moscatel de Setúbal 2016 é obtido a partir da fermentação de Uvas de Moscatel, interrompida através da adição de Aguardente Vínica. Apresenta uma cor âmbar com alguns reflexos dourados e aroma a cascas de laranja, mel, frutos secos e chá apresenta sabor fresco bem equilibrado e com boa persistência.”

- PUB -

Já o Villa Palma Reserva Branco 2016 “é obtido a partir de uma curta maceração pelicular e fermentado a baixa temperatura de forma a preservar todo o seu aroma”. Apresenta uma tonalidade “amarelo citrino” e um “perfil frutado, bastante intenso com notas de frutos tropicais e maçãs verdes aliado ao sabor fresco”, bem como “uma acidez bem estruturada” que confere a este néctar “uma identidade muito própria”.

Por último, o Vale dos Barris Syrah 2017 é apresentado como “o acompanhamento ideal para todos os pratos de carne grelhada, caça e queijo de ovelha curado”. Distingue-se por “cor granada intenso” e um aroma a frutos silvestres maduros, compota, complexado com notas de madeira. “O sabor macio, com boa estrutura e taninos aveludados, termina com um final de boca prolongado com sugestões de baunilha, café e algumas notas de chocolate”, explica a Adega de Palmela a concluir.

- PUB -

Mais populares

Bombeiros do Montijo recebem quase 9.500 euros

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Montijo vai receber 9.499,99 euros da Câmara Municipal para a aquisição de equipamentos de protecção individual. O executivo...

Pandemia obriga Agrupamento de Escolas Lima de Freitas a suspender aulas presenciais em 20 turmas

No espaço de três dias duas das grandes escolas de Setúbal viram-se obrigadas a tirar turmas de aulas presenciais. O fecho das escolas ganha...

Covid-19. Hospital de São Bernardo recebe estruturas de apoio do INEM

Tendas colocadas no parque de estacionamento do Hospital de São Bernardo, não vão ser utilizadas como hospital de campanha, mas sim para apoio complementar...
- PUB -