Ministra do Mar garante ‘esticar’ Rampa das Baleias se for necessário

89
visualizações

A ministra do Mar veio pessoalmente a Setúbal para inaugurar as obras de requalificação da Rampa das Baleias. Para Ana Paula Vitorino esta é uma pequena obra em investimento, mas grande na resolução das necessidades dos seus utilizadores

 

- Pub -

A requalificação da Rampa das Baleias, em Setúbal, está concluída e já permite o acesso de embarcações de recreio ao rio Sado. A obra foi assumida pela Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS), e inaugurada ontem pela ministra do Mar, Ana Paula Vitorino. Mas os utilizadores deste corredor não estão totalmente satisfeitos, apesar de considerarem que agora é mais fácil meter os barcos à água.

“O projecto que está exposto diz que a rampa e o esporão iam ficar mais compridos”, diz Castelo, proprietário de um dos barcos de recreio que desce à água pela Rampa da Baleias. O grande problema é que no final da rampa, do lado do mar, existe uma altura de cerca de seis metros e, “quem não conhecer isto, sujeita-se a que o reboque do barco caia”.

A perspectiva era que as obras da APSS corrigissem aquele desnível mas, “apenas colocaram uns palmos e cimento na rampa e melhoraram um bocadinho o acesso dos carros”, acrescenta Castelo que afirma já ter sido dado conhecimento deste descontentamento à administração do Porto de Setúbal.

De facto, tanto a presidente da APSS, Lídia Sequeira, como a ministra Ana Paulo Vitorino têm conhecimento desta queixa, e ambas mostraram disponibilidade para nova intervenção na Rampa das Baleias “se for necessário”. Aliás, a ministra afirma que é “obrigação” da APSS zelar pelas condições de rio na sua área de administração.

Tal como a presidente da Câmara de Setúbal, Maria das Dores Meira, dizia ontem, agora “deixa de ser necessário pagar taxa para meter o barco na água”, a ministra do Mar reforçava a importância deste trabalho de requalificação da rampa varadouro ao afirmar que, “por vezes, as pequenas obras são tão importa como as grandes, desde que resolvam os problemas das pessoas”.

Com a intervenção a requerer um investimento de 45 mil euros, a ministra do Mar avançou que o próximo trabalho na Rampa das Baleias é colocar sinalização tanto sobre as condições de funcionamento, como a localizar o acesso da mesma a partir da Estrada EN10/4. “A sinalização vai ser colocada imediatamente”, garantia.

Do mesmo modo garantia haver capacidade financeira caso seja necessário acrescentar obra à requalificação da Rampa das Baleias, caso se comprove que os seus utilizadores têm razão tanto quando às dificuldades de colocar os barcos no água em certas marés, como pelos riscos que afirmam existir.

Comentários

- Pub -