“Depois de tudo o que fizeram não pude ficar calado”

55
visualizações
Bruno Vitorino, deputado do PSD e vereador na Câmara Municipal do Barreiro

Bruno Vitorino deixou uma mensagem de despedida na rede social Facebook a confirmar que deixará de ser deputado à Assembleia da República “por decisão de Rui Rio”, lamentando o processo da escolha da lista de candidatos por Setúbal para as legislativas de 6 de Outubro próximo. E confessa que, depois de tudo, não podia mais ficar calado.

- Pub -

“Não serei sequer candidato em último, porque a nacional assim o entendeu. Sempre fui pessoa de agregar, não de dividir. Sempre falei para fora somente dos assuntos que interessam às populações. Sempre falei dentro dos órgãos do partido (com duas excepções ao longo de 32 anos de militância). Depois de tudo o que fizeram, não pude mais ficar calado. Até para defender a minha dignidade”, escreveu o presidente da distrital de Setúbal, acrescentando: “Estou triste, não por mim ou por lugares, porque mais uma vez provei que me movo por convicção. Continuarei a votar no PSD, mas estou triste pelo meu partido e pelo meu país.”

O social-democrata faz ainda um pequeno balanço à actividade parlamentar que desenvolveu. “Enquanto deputado, trabalhei muito. Sei que sabem que assim foi, porque conhecem a minha entrega e dedicação. Agradeço a todos os que comigo trabalharam, que colaboraram, que me alertaram para as mais diferentes situações e que me incentivaram a defender causas e a agir sobre problemas. Sempre em proximidade com as pessoas. Não sei trabalhar de outra forma”, concluiu.

Comentários

- Pub -