Adegas de Palmela banhadas a ouro

69
visualizações

Em pleno recinto da Festa das Vindimas foram entregues mais de duas dezenas de medalhas de ouro às adegas que participaram no Concurso Internacional “Città del Vino”

 

- Pub -

O belo cenário do Fontanário, que recebeu diversos espaços institucionais como a Câmara de Palmela, a Associação dos Municípios Portugueses do Vinho, As Cidades Geminadas, Régua a Cidade do Vinho de 2019 e Silves, foi escolhido para a cerimónia da entrega dos Prémios do Concurso Internacional do Vinho, que contemplou mais de duas dezenas de adegas do concelho.

No único concurso onde são distinguidos os municípios, Palmela foi o mais premiado da Península de Setúbal com medalhas de ouro e grande ouro.

A Casa Ermelinda Freitas ocupou o topo dos prémios com 12 medalhas de ouro, uma de grande ouro e uma de melhor vinho. A Adega de Palmela conquistou quatro medalhas de ouro e uma de grande ouro. A Adega Venâncio Costa conquistou uma medalha de grande ouro, assim como a Adega Camolas. Foram também distinguidas com medalhas de ouro, a adega familiar JB Freitas de Fernando Pó e a Adega Pegos Claros.

José Arruda, da Associação dos Municípios  Portugueses do Vinho, reconheceu “a importância do concelho de Palmela, que se assumiu como município mais premiado da Península de Setúbal”.

Já o presidente Álvaro Amaro destacou “a ousadia das adegas que contribuem para que Palmela seja uma terra de vinhos” e garantiu que a autarquia e as adegas “irão continuar a trabalhar e a inovar”.

O edil aproveitou para anunciar que “este ano os vinhos da Península de Setúbal vão estar presentes na Feira do Vinho em França”.

Comentários

- Pub -