Chegada da draga prevista para 15 de Dezembro

138
visualizações

Secretário de Estado das Comunicações confirma data da chegada do navio belga Pearl River

 

- Pub -

A draga que vai fazer as dragagens no rio Sado é esperada em Setúbal no dia 15 de Dezembro, confirmou, na sexta-feira, a O SETUBALENSE o secretário de Estado das Comunicações.

“A data prevista é dia 15 de Dezembro”, disse Alberto Souto Miranda precisando a informação já publicada no dia 11 deste mês de que as dragagens no Sado avançam em Dezembro.

O navio Pearl River, que vai fazer o trabalho de dragar 3,5 milhões de metros cúbicos de areia do fundo do rio, encontra-se actualmente no Mar Negro, em Taman, na Rússia, a concluir uma operação de manutenção. Deve rumar entretanto a Portugal para chegar a Setúbal no dia 15.

A draga belga tem capacidade para aspirar – trabalha por sucção – 24 mil metros cúbicos de areia de cada vez. Em 2018 operou no Brasil, onde dragou 16 milhões de metros cúbicos do canal de acesso ao porto de Rio Grande.

No Sado, as dragagens do Projecto de Alargamento das Acessibilidades Marítimas ao Porto de Setúbal devem estar concluídas no máximo até Maio, uma vez que o período em que a Declaração de Impacte Ambiental permite estes trabalhos é apenas entre Outubro e Maio.

As obras, no valor de 25 milhões de euros, foram adjudicadas à empresa Mota Engil e destinam-se a aprofundar os canais de acesso ao porto para permitir a operação de navios de maior calado.

No dia 24, o Porto de Setúbal recebe a visita do novo ministro com a tutela dos Portos, Pedro Nuno Santos.

 

Governo garante “impulso necessário” a mega investimento de 1,3 mil milhões em Sines

O ministro das Infraestruturas e Habitação prometeu, na sexta-feira, dar “o impulso necessário” para concretizar os investimentos de 1,3 mil milhões previstos para o porto de Sines na actual legislatura.

“Há um trabalho que já começou na legislatura anterior e que vai ser continuado. Queremos em conjunto com a autarquia e a administração do porto [Sines], dar o impulso necessário para conseguirmos rapidamente ter os investimentos em curso”, disse o governante durante uma visita ao porto de Sines.

Para o porto de Sines estão previstos alguns dos maiores investimentos do sector portuário para os próximos anos, nomeadamente o novo terminal Vasco da Gama, um investimento de 650 milhões de euros, e a expansão do Terminal XXI, um investimento da PSA Sines, no valor de 660 milhões de euros.

“Estamos a falar de um dos maiores investimentos do nosso país e de dimensão não habitual em Portugal que representa também uma oportunidade de Portugal ser uma plataforma muito importante no quadro global de transporte de mercadorias. Com as condições únicas do porto de Sines, temos obrigação de as aproveitar em benefício do povo”, afirmou.

No Terminal XXI “os trabalhos de expansão estão próximos de começar e agora temos o prazo para a apresentação de candidaturas para o concurso do novo terminal Vasco da Gama já a decorrer”, indicou. De acordo com o governante, “há neste momento investidores e actores mundiais que estão a olhar com atenção para esta oportunidade de negócio. Há um trabalho de captação e de sedução que está a ser feito e por isso são nove meses para apresentar as candidaturas e vamos estar a trabalhar para conseguir que sejam vários os interessados” no futuro Terminal Vasco da Gama.

Sobre as acessibilidades, o governante, destacou “a grande aposta na expansão da ferrovia”, no âmbito do programa Ferrovia 2020, “que está em curso”, sendo “o corredor-sul fundamental no quadro do corredor atlântico” e que “vai servir bastante o porto de Sines”.

“Pouco nos serve o investimento nos portos se não tiverem acessos, desde logo a ferrovia e transporte de mercadorias que vai ser reforçada e servir o porto de Sines”, garantiu.

Com Lusa

 

Alex Gaspar (Foto)

Comentários

- Pub -