António Costa esteve no Pragal para cumprir promessa eleitoral

40
visualizações

A 24 de Setembro o primeiro-ministro prometeu a duas funcionárias de um café na estação do Pragal voltar caso vencesse as eleições. Ontem voltou

 

- Pub -

António Costa esteve ontem na estação ferroviária de Almada a beber um café, para concretizar uma promessa feita a duas funcionárias na campanha eleitoral, afirmando que o que combinou com os portugueses “é para cumprir”.

“Tinha sido a primeira combinação, se ganhasse as eleições vinha cá tomar um café”, referiu António Costa, no Ponto do Café, onde se encontrou com as duas funcionárias a quem fez a promessa, em 24 de Setembro.

“É sobretudo um bom indício de que aquilo que combinamos com os portugueses é para cumprir”, sublinhou. E o primeiro-ministro não foi o único a concretizar promessas, também as duas funcionárias, que, nas eleições de 06 de Outubro, votaram PS em vez de PSD.

“Parabéns. Nós prometemos que votávamos em si e votamos as duas em si. Tenho que dizer a verdade, nunca pensei que cá viesse, mas fico tão feliz e contente”, mencionou Filipa Jacinto.

A funcionária Maria do Carmo, que trabalha há 20 anos neste café da estação do Pragal, em Almada, aproveitou para passar uma mensagem do patrão: “diga que o Centeno foi maravilhoso para os vossos ordenados, para a estabilidade”.

Segundo Maria do Carmo, a redução do IVA na restauração dos 23% para 13% fez com que o seu trabalho estabilizasse, apelando ao primeiro-ministro para que Mário Centeno permaneça como ministro das Finanças.

O primeiro-ministro deslocou-se de comboio até Almada e foi por este meio que regressou a Lisboa, mas, se a viagem para a Margem Sul se revelou tranquila, o mesmo não se pôde dizer do regresso.

Quase às 10h00, António Costa entrou numa carruagem da Fertagus que se encontrava praticamente lotada, tendo que se deslocar em pé e próximo da porta de saída.

Comentários

- Pub -