Navigator investe 158 milhões para atingir neutralidade carbónica até 2035

46
visualizações

Companhia decide antecipar processo 15 anos antes da meta estabelecida pela União Europeia. António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas, aplaude decisão em carta enviada aos participantes no Fórum de Sustentabilidade promovido pela empresa

 

- Pub -

 

 

A Navigator Company vai investir 158 milhões de euros para tornar todos os seus complexos industriais neutros em emissões de carbono, processo que estima concluir até 2035.

A companhia decidiu antecipar em 15 anos a sua neutralidade carbónica, tendo assumido, durante o Fórum de Sustentabilidade que promoveu hoje, o compromisso do montante a investir, preparando-se assim para se tornar na primeira empresa portuguesa e numa das primeiras à escala global a avançar com o processo.

A medida mereceu o elogio do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, que, através de uma missiva enviada aos participantes no evento, destacou a importância da acção num tempo difícil para o planeta.

“É com muito gosto que me dirijo a este Fórum de Sustentabilidade e saúdo a vossa dedicação ao tema da emergência climática. De facto, as alterações climáticas são uma ameaça à nossa existência e, por isso, a questão que define o nosso tempo. O desafio é grande, exige muito mais ambição, mas sabemos que existem soluções”, transmitiu Guterres.

A empresa produtora de pasta e papel lembra, em nota de Imprensa, que decidiu “ser mais ambiciosa” e antecipar em 15 anos as metas fixadas pela União Europeia, que estabeleceu como objectivo uma Europa neutra em emissões de CO2 no ano 2050.

“Sendo o desafio das alterações climáticas uma prioridade, a Navigator criou o seu próprio roteiro para a neutralidade carbónica, o qual envolve um conjunto ambicioso de investimentos em energias renováveis e novas tecnologias, que permitirão reduzir as emissões de CO2 e a plantação de floresta de modo a realizar a compensação das emissões não passíveis de eliminar”, explica a companhia, lembrando que as florestas que tem sob a sua gestão em Portugal “têm um stock de carbono, excluindo o carbono no solo, equivalente a 5,4 milhões de toneladas de CO2”. Este montante, exemplifica a Navigator, “é o equivalente às emissões que seriam geradas por 1,5 milhões de carros a percorrer uma distância equivalente ao perímetro do planeta”.

O Fórum de Sustentabilidade da Navigator Company é uma iniciativa que “visa potenciar a colaboração” entre a empresa e as várias entidades e personalidades que fazem parte da sua esfera de actuação, desde organizações da sociedade civil a universidades, passando por clientes e fornecedores.Este fórum reúne duas vezes por ano, com uma sessão dedicada aos membros permanentes e outra alargada a vários ‘stakeholders’.

Comentários

- Pub -