Região regressa às aulas com escolas renovadas e livros gratuitos em causa

85
visualizações
Requalificação da Escola Básica de Aldeia de Paio Pires é uma das grandes apostas do município do Seixal na área da Educação

Cerca de 6 milhões de euros foram investidos em requalificações no parque escolar pelos municípios de Alcochete, Moita, Montijo, Setúbal e Seixal, mas outros 6 ME estão previstos. O investimento maior está a ser concretizado no Seixal.

 

- Pub -

 

O início do ano lectivo 2019/2020 está marcado para dia 16 de Setembro e na península de Setúbal vários municípios apresentam a aposta forte na requalificação de escolas básicas.

Moita, Seixal, Montijo, Alcochete e Alcácer do Sal apresentaram os planos de obras para a requalificação de escolas. Entre o que ficou concluído no lectivo de 2018/2019 e no período de interrupção de aulas, ao que ficará concluído em 2019/2020, o investimento total ficará próximo aos 12 milhões de euros.

Mas para as autarquias a requalificação das suas escolas básicas não é único problema de grande porte que está a afectar a Educação a nível local. Setúbal e Alcácer do Sal consideram que o programa de reutilização de manuais escolares não está a funcionar de modo eficiente e consideram que esse será um dos grandes desafios grandes do ano lectivo 2019/2020.

 

Alcochete requalifica básicas e jardim-de-infância

O município de Alcochete melhorou três escolas básicas, um jardim-de-infância e um centro escolar. O investimento de cerca de 1,8 milhões de euros tem como objectivo oferecer melhores condições e conforto às crianças do concelho.

 

Alcácer do Sal dúvida de programa de reutilização de manuais escolares

Segundo o presidente da Câmara de Alcácer do Sal, Vítor Proença, o Governo está a colocar em causa as condições dos manuais escolares a reutilizar. O autarca refere que, para este ano lectivo, “os manuais do 1º ciclo não se encontravam em condições de serem reutilizados”, originando uma “desarticulação entre o Governo e os livreiros, uma vez que os manuais não estão preparados para a medida”.

 

Almada garante requalificação da Básica Carlos Gargaté em 2020

Em Almada as obras de requalificação e modernização da Escola Básica Carlos Gargaté, na Charneca de Caparica têm execução prevista em 2020.

O objetivo “é garantir uma resposta ao nível do Ensino Secundário na Charneca de Caparica” segundo avança a autarquia. Sendo este “um anseio antigo da população, nomeadamente dos jovens em idade escolar”.

 

Moita inicia ano lectivo com escolas requalificadas

No seguimento das candidaturas do município ao Portugal 2020 – Pacto de Desenvolvimento e Coesão Territorial da Área Metropolitana de Lisboa, tendo em vista a requalificação de infraestruturas em escolas do 1º ciclo do Ensino Básico, estão em fase de conclusão intervenções na Escola Básica nº 2 da Moita e na Escola Básica nº 1 da Baixa da Banheira.

Na EB nº 2 da Moita as obras incidem na segunda fase da remodelação paisagística do pátio exterior. Já na EB nº 1 da Baixa da Banheira foram substituídas todas as coberturas e telheiros em fibrocimento.

As candidaturas da autarquia ao Portugal 2020 têm permitido, desde 2017, intervenções de maior dimensão no parque escolar, correspondendo, no seu conjunto a um investimento de 892 mil euros, comparticipado em 50% por fundos comunitários (FEDER).

 

Parque escolar do Montijo requalificado

A Câmara Municipal do Montijo tem em marcha um plano de requalificação dos estabelecimentos de ensino que representa um investimento superior a 1 milhão de euros, obras através das quais autarquia pretende “melhorar a vida dos estudantes”.

Foram, também, aceites em reunião pública várias propostas para o melhoramento de oito escolas, pertencentes à União das Freguesias do Montijo e Afonsoeiro e a Pegões. Novas requalificações no valor de 138 mil euros.

 

Seixal na frente do investimento escolar

A Câmara do Seixal está a executar um conjunto de obras em 12 escolas básicas do 1º ciclo. Uma requalificação cujo investimento financeiro é superior a 6 milhões de euros e cobre “grandes obras de requalificação e ampliação, construção de novos refeitórios e várias outras intervenções de melhoramento”.

Segundo a autarquia tratam-se de pinturas interiores e exteriores, reformulação de instalações sanitárias, substituição de pavimentos, portas e janelas, ou a requalificação dos edifícios escolares, entre outras.

A Câmara refere ainda, através de comunicado, que está a investir na “requalificação e ampliação de duas escolas básicas do 1º ciclo do ensino básico.

Na Escola Básica da Quinta de Santo António, em Amora, a obra prevê a requalificação do edificado existente, a construção de um edifício novo e a beneficiação dos espaços exteriores”.

Esta obra visa ainda alteração de duas salas de aula para salas de jardim de infância, a reformulação das instalações sanitárias, substituição da rede eléctrica, pinturas exteriores, implementação de novas caixilharias e estores e substituição integral da cobertura.

O novo edifício inclui também uma sala polivalente, instalações sanitárias, seis novas salas de aula, sala de professores, gabinete de trabalho, sala de apoio educativo, biblioteca, áreas para arrumos e portaria. A obra representa um investimento municipal de 1 675 894, 28 euros.

Quanto à Escola Básica de Aldeia de Paio Pires, passará a ter um novo edifício de jardim-de-infância, com salas de aula, refeitório, cozinha, instalações sanitárias e espaço técnico.

Com a ampliação esta escola passará a ter oito salas de aula, novas instalações sanitárias, um espaço polivalente, recreio coberto, gabinetes, biblioteca e elevador. O investimento é de 1 854 943, 13 euros.

Nas requalificações destaque ainda para o novo refeitório da Escola Básica do Bairro Novo, que representou um investimento municipal de 90 200 euros. Também a Escola Básica Dom Nuno Álvares Pereira tem um novo refeitório, Que implicou um investimento de 205 mil euros.

A Escola Básica dos Redondos será também melhorada com um recinto desportivo e uma portaria. E a Escola Básica de São João tem um pacote de obras que corresponde a cerca de 216 mil euros.

 

Setúbal

No cidade do Sado foram requalificadas quatro escolas básicas e em Azeitão a aposta foi em mais salas de jardim-de-infância.

São novas coberturas para eliminar o fibrocimento de risco das escolas, novas instalações sanitárias e novos isolamentos térmicos. Um total de 1 milhão de euros em 2018/2019 e mais 500 mil euros para continuar a requalificação em 2020, que incluirá ainda a substituição integral de estores e mobiliário.

Na Câmara Municipal de Setúbal a preocupação com a Educação ultrapassa agora a requalificação do parque escolar, para apontar as lacunas do programa de reutilização de manuais escolares, com livros a serem entregues “sem condições de utilização”.

Comentários

- Pub -