Bombeiros da península combatem chamas em Vila de Rei e Mação

27
visualizações

Dez corporações de bombeiros do Distrito de Setúbal acorreram ao combate contra as chamas nos concelhos de Vila de Rei e Mação. Ao fim da manhã de ontem, o comandante dos Bombeiros do Seixal falava de ventos fortes e temperatura muito elevada

 

- Pub -

Os incêndios nas zonas de Vila de Rei e Mação, que começaram no sábado, ainda lavravam ontem ao fim da manhã envolvendo 1040 operacionais, 332 meios móveis e dez meios aéreos. Com corporações de bombeiros de vários concelhos do País no combate às chamas também o Distrito de Setúbal tem estado presente neste esforço de interajuda para pôr a salvo população e floresta.

Com 11 viaturas e 34 operacionais, estavam ontem no terreno entre os distritos de Castelo Branco e Santarém os bombeiros de Almada, Trafaria, Cacilhas, Pinhal Novo, Montijo, Canha, Barreiro, Moita e Sesimbra, refere fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Setúbal (CDOS).

Outra das corporações que percorreram a zona de fogo nos concelhos de Mação e Vila de Rei foi a Associação Humanitária dos Bombeiros Mistos do Concelho do Seixal, através do seu segundo comandante, José Mendes, e uma viatura. “Foi no sábado e veio no domingo”, diz o Comandante José Raimundo que à hora que foi contactado por O Setubalense-Diário da Região não sabia se a sua corporação voltava a ser accionada pelo CDOS. “Estamos prontos”, afirma.

Ao meio dia de segunda-feira, as chamas estavas activas nas duas frentes, Mação e Vila Real. Até então eram contabilizados doze feridos, estando um em estado grave, entre 31 pessoas que precisaram de ser assistidas. Havia também a registar habitações destruídas.

Com a previsão meteorológica a apontar para 40 graus Celsius em Castelo Branco e Santarém, o Comandante José Raimundo acompanhava o balanço da Protecção Civil feito ao fim da manhã. “Apesar dos ventos forte e temperatura elevada, 90% do incêndio está controlado”, mas, entretanto, surgiram reacendimentos em Mação.

Comentários

- Pub -