Amarsul investe quase 700 mil em maquinaria inovadora

99
visualizações

Máquinas são versáteis e adaptam-se a trabalhos de terraplanagem, floresta e manuseamento de resíduos sólidos

Cerca de 700 mil euros foi quanto a Amarsul investiu, ao longo de 2018, na aquisição de equipamentos inovadores para a movimentação de resíduos em aterro sanitário nos eco-parques da empresa, localizados em Palmela e Seixal.

- Pub -

Trata-se de equipamentos “capazes de movimentar grandes cargas de materiais”, explica a Amarsul, realçando a “grande robustez e versatilidade” dos mesmos, que lhes permite operar “em condições difíceis” com “estabilidade em qualquer tipo de terreno, relevo e condições climatéricas”.

A versatilidade destes equipamentos, adianta a empresa, manifesta-se ainda “pela multiplicidade de acessórios com que podem operar, adaptando-se a diversos tipos de trabalhos”, como “terraplanagem, floresta, manuseamento de resíduos sólidos, entre outros”. Por isso mesmo são “adequados para os aterros sanitários, permitindo a realização do trabalho de forma eficiente e segura”.

O investimento realizado no último ano prendeu-se com a “necessidade de renovação do parque”, face à “idade de uma grande parte dos equipamentos da Amarsul”, sujeitos a “utilização intensiva num meio que propicia o desgaste rápido”. A Amarsul sublinha que tem vindo assim a assegurar a renovação dos meios operacionais com a aquisição de equipamentos inovadores, “capazes de responder às características da actividade e que cumprem os mais exigentes requisitos de segurança”.

Os aterros sanitários da Amarsul, além de assegurarem um tratamento seguro aos resíduos que não são passíveis de reciclagem, produzidos na região da Península de Setúbal, contribuem para a produção de energia eléctrica, através do biogás produzido pela decomposição da matéria orgânica. Recorde-se que, por ano, a empresa recebe e trata mais de 380 mil toneladas de resíduos urbanos, que permitem obter biogás suficiente para produzir energia eléctrica capaz de abastecer mais de 7 500 famílias.

A Amarsul é responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos urbanos dos nove municípios da Península de Setúbal – Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal –, servindo cerca de 800 mil habitantes.

Comentários

- Pub -