Colonização da Europa

52
visualizações
AMERICO LOURENÇO
Vigilante no Porto de Sines

 

- Pub -

A migração dos povos deu origem às descobertas e à colonização das civilizações, o que ao longo dos séculos tem potenciado o intercâmbio cultural, como enriquecimento dos povos entre si, mas também tem sido aproveitada para a imposição de novos hábitos e novas ideias, que muitas vezes não sendo pelos colonizados, potenciam a escalada de conflitos armados, onde se verifica que é pouco ou nulo, o respeito pela vida humana.

Sob promessa de uma eventual vida melhor, muitas vidas têm sido ceifadas nos mares que ligam, a África e o Médio Oriente, á Europa, onde aqueles que fogem à miséria, á fome e a uma vida sem perspectivas de futuro, alimentam as redes de tráfico humano, pagando o preço de uma vida melhor, e onde muitas vezes perdem a mesma em tragédias que fazem notícia nos órgãos de comunicação social, mas onde existem seres humanos que em missão de socorro e salvamento, procuram socorrer aqueles que em desespero de causa, procuram fugir às guerras, sendo este talvez um argumento aproveitado pelas redes de tráfico, para colonizar a Europa.

No continente ocidental que reúne culturas e povos diferentes, mas onde o respeito pela opinião e pela maneira de estar é respeitado, e serve grande parte das vezes para enriquecimento mútuo, corremos o risco de abrir demasiado as portas de uma Europa exposta ao perigo de radicalismos, em gestos de solidariedade, que anos mais tarde, poderão ter um alto preço, com a imposição da cultura da opressão, do medo e de uma liberdade condicionada por uma colonização que permitimos sob capa do bem-fazer, e que contribui para colocar em causa os direitos de um povo pouco atento.

Comentários

- Pub -