Namorar com o agricultor

49
visualizações
Carlos A. Cupeto -Escola de Ciências e Tecnologia
Universidade de Évora

 

- Pub -

Quem quer namorar com o agricultor? é um programa que um dia destes vi num dos canais de TV com mais audiência. Bem sei que não me fica nada bem ver um programa destes. Trata-se de um programa que mostra o país real, verdadeiro, o país que somos. Um programa com o mesmo mérito de Berardo, verdadeiro e claro, sem mentiras, é o que é, é o que somos. Na verdade, o agricultor e as senhoras candidatas a namoro, quiçá casamento, constituem o mais fiel retrato do país que somos. Não tenhamos ilusões. O agricultor vive isolado no campo, muito melhor do que viver isolado no Barreiro, mas está farto de estar só com os pássaros e as ovelhas. Não precisa do passe social para ir trabalhar e confessa-se feliz porque vive em paz com a natureza. Apenas lhe falta  uma mulher que lhe dê carinho e amor e que lhe faça o jantar. A senhora procura quem lhe dê uma vida confortável, mesmo que meta as ovelhas à mistura. Obviamente que a coisa não é apresentada como aqui escrevo. A motivação principal, única, é o amor. O amor verdadeiro, puro e desinteressado, como nunca tiveram; o amor pelo amor. Até que, no programa que vi, uma senhora deu uma lição de verdade e autenticidade, invulgar nos dias de hoje, disse; “quero um monte alentejano”. Nada de rodeios e hipocrisias. Esta é a verdade, a verdadeira motivação para estar ali. O resto é o faz de conta, mais ou menos polido e educado mas mentiroso. Há muito tempo que a TV não me mostrava nada que ilustra tão bem o mundo que fazemos.

Comentários

- Pub -