Bom dia senhor primeiro-ministro

70
visualizações
Francisco Alves Rito – Directo
Três notas sobre a visita de António Costa a Setúbal
1 – Bem vindo. É bom para a região ter a atenção do Governo. A propósito; não se esqueça que a península de Setúbal é negativa e injustamente discriminada no acesso aos fundos comunitários. É ao Estado que compete fazer a definição das NUT pelo que, face à situação, é dever do Governo e da maioria no Parlamento resolver este problema.
2 – O novo sistema de tarifário de transportes públicos indicia um forte aumento de utilizadores, que requer atenção às consequências. Mais passageiros (entre 55 a 83 mil, segundo a AML) são mais peso para as estruturas e material circulante, mais queixas e reclamações sobre maus horários, atrasos, avarias, sobrelotação, etc. É bom que o investimento que se prevê necessário na oferta, por parte dos operadores, seja rápido e adequado, sob pena de frustração da mudança estrutural agora iniciada.
3 – Esta “bomba eleitoral” que é a revolução nos transportes expõe ao ridículo a tentativa da Comissão Nacional de Eleições de proibir a publicitação de anúncios, projectos e inaugurações por parte das entidades públicas. A inépcia da medida fica exposta perante este caso. Enquanto a malha da CNE se estende a quase tudo – incluindo um artigo de opinião de um deputado n’ O SETUBALENSE – esta, que com todos os seus méritos e virtudes, é também a mãe de todas as campanhas públicas em período eleitoral, faz o seu caminho e é apropriada por quase todos.

Comentários

- Pub -