Palmela mais pobre com falecimento de Vítor Borrego

A Câmara decretou um dia de luto municipal pelo desaparecimento do antigo autarca, vítima de doença prolongada

 Vítor Borrego, antigo presidente da Assembleia Municipal de Palmela, faleceu no passado dia 22 aos 74 anos, vítima de doença prolongada.

O executivo da Câmara de Palmela declarou, após aprovação por unanimidade, na reunião de 23 de Agosto, um dia de luto municipal pelo desaparecimento do antigo autarca, que presidiu os destinos da Assembleia Municipal entre 1990 e 2013 e que se notabilizou ainda pelo contributo dado à vida cívica e associativa do concelho. O luto municipal foi cumprido no dia seguinte, 24 de Agosto.

Natural da freguesia de Palmela, casado e pai de dois filhos, Vítor Borrego, militante do PCP desde 1992, era desenhador projectista na Empresa Burmeister & Wain de Portugal, foi desenhador projectista e Chefe da Sala de Desenho da COMETNA – Companhia Metalúrgica Nacional, e sócio da empresa Projectal – Estudos e Projectos, Lda.

No voto de pesar aprovado, que serviu ainda para decretar um dia de luto municipal, a Câmara de Palmela elogiou o percurso de Vítor Borrego: “Foi um dos mais destacados cidadãos do concelho, onde manteve a sua actividade profissional, associativa e política e uma disponibilidade ímpar para a participação cívica, dos mais modestos aos mais complexos desafios.”

“Cidadão de fortes convicções democráticas, Vítor Borrego manteve uma intensa actividade política como militante e dirigente concelhio do PCP e, enquanto autarca, foi presidente do Conselho Fiscal da Associação Nacional de Municípios Portugueses e presidente da Assembleia Distrital de Setúbal”, lembrou ainda a autarquia, sublinhando que o antigo autarca foi distinguido com a Medalha de Honra do Concelho de Palmela em 2014. “Afável e afectuoso, de sorriso pronto, cultivando amizades e encontrando sempre o melhor em cada ser humano, Vítor Borrego será recordado como um cidadão exemplar, de uma inexcedível dedicação ao progresso e engrandecimento do concelho de Palmela”, realçou ainda a edilidade.

Também a Concelhia de Palmela do PCP, em nota de Imprensa, manifestou pesar por “uma perda irreparável”, salientando que Vítor Borrego, como militante do partido, revelou “sempre elevado empenho e dedicação às tarefas” que o PCP lhe confiou.

“Foi membro do secretariado e do executivo da Comissão Concelhia de Palmela e era actualmente membro da Comissão Concelhia do PCP. Grande lutador pelo progresso e desenvolvimento da região de Setúbal e do Concelho de Palmela e um camarada muito estimado por todos os membros do partido, sentimento que se estendeu a toda a população do concelho”, recorda a concelhia do PCP.

O funeral realizou-se no passado dia 24, pelas 15h00, no Cemitério de Palmela.

 

Setúbal lamenta perda

O falecimento do antigo autarca mereceu também a aprovação de um voto de pesar pelo executivo camarário de Setúbal, liderado por Maria das Dores Meira. A autarquia sadina lamentou o falecimento, destacando também a “assinalável disponibilidade para a participação cívica” de Vítor Borrego em prol do concelho de Palmela.

 

Trajecto marcado por contributo cívico e associativo

O antigo autarca do PCP foi presidente das direcções e das assembleias gerais da Sociedade Filarmónica Palmelense “Loureiros” e do Palmelense Futebol Clube. Foi membro da Comissão Fundadora das Festas das Vindimas, onde desempenhou o cargo de vice-Presidente, presidente da comissão e presidente da Assembleia Geral da Associação das Festas de Palmela – Festa das Vindimas. Presidiu ainda à Comissão Administrativa da Santa Casa da Misericórdia de Palmela. Foi membro fundador e vice-presidente da direcção da Cooperativa de Consumo de Palmela – Pluricoop; presidente do Rotary Clube de Palmela; presidente da Assembleia Geral do Núcleo do Sporting Clube de Portugal – Palmela; e membro fundador da Tertúlia “Os Quartas”. Foi também presidente da Assembleia Geral da APERSA – Associação de Pequenos e Médios Empresários da Região de Setúbal e Alentejo; director da Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura e Recreio; e director da Associação de Futebol de Setúbal.

Deixe uma resposta