Politécnico de Setúbal recebe mais de 900 novos estudantes

62
visualizações

Entre os novos estudantes colocados no IPS, 68% escolheram o instituto como primeira opção. Pedro Dominguinhos assume crescimento do ensino politécnico como chave para futuro com igualdade

 

- Pub -

O Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) recebe 906 novos estudantes este ano lectivo.

A informação surge com a publicação dos resultados da 1ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior para 2019/2020, a partir da qual é destacada uma taxa 75% no preenchimento de vagas, sendo esta “a mais elevada da última década”. Números que destacam o IPS como a Instituição de Ensino Superior (IES) que “mais cresceu em termos de colocados”, revela o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP). Um crescimento reportado em 13%.

Na primeira fase de candidaturas de acesso ao ensino superior o destaque vai também para o facto de, entre os alunos colocados no IPS, 68% ter escolhido o instituto como primeira opção, “com o preenchimento da totalidade das vagas em 18 licenciaturas”.

Quanto à procura formativa parte dos candidatos, esta mantem-se focada “nas competências digitais, saúde, ciências sociais e empresariais”. Uma tendência que, segundo o CCISP, se reflecte a nível nacional.

Perante os novos dados Pedro Dominguinhos, presidente do IPS, aponta em primeiro plano a informação referente à colocação em primeira opção. Na perspectiva do dirigente esta escolha representa “uma evolução relevante e a confiança dos estudantes e famílias no trabalho desenvolvido pelo IPS, o que tem permitido a sua afirmação como instituição de referência em diversas áreas”, afirma.

Pedro Dominguinhos assume-se também “orgulhoso” pelo crescimento, “ano após ano”, da comunidade académica e reforça a “necessidade de continuar o caminho de qualidade que temos vindo a percorrer sustentado em elevados padrões de exigência e de inovação”.

 

Colocação no ensino politécnico nacional cresce 1,9%

 

Nos resultados das candidaturas ao ensino superior, o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP ) destaca a colocação de alunos no ensino politécnico como a que mais cresceu, com um aumento de 1,9% no ano lectivo 2019/2020.

Para Pedro Dominguinhos, presidente do CCISP e do Instituto Politécnico de Setúbal, “são evidentes os ganhos e as vantagens decorrentes de uma população mais qualificada”. Dominguinhos destaca o caminho percorrido na qualificação superior ao longo dos últimos 40 anos e “acredita que devemos e podemos ser mais ambiciosos e ir mais longe”. E, com o objectivo de concretizar este desafio, o presidente do CCISP destaca a “necessidade de começarmos desde já”, pois este “é o caminho para um futuro mais sustentável, equitativo e gerador de bem-estar social”.

No que diz respeito à formação de professores, o número aumentou também para mais de 130 colocados em relação a 2018/2019, representando um crescimento de cerca de 19%.

Comentários

- Pub -