Derrame de ácido sulfúrico contido no interior do navio

128
visualizações

Fuga de ácido era proveniente de sete contentores e não de apenas um mas comandante do porto garante que situação está controlada e o produto não chegou às águas do Sado

 

- Pub -

O navio MV Hansa Flensburg, atracado no porto de Setúbal, tinha sete contentores a derramar ácido sulfúrico e não apenas um como tinha sido anunciado no sábado, mas a situação está controlada, disse fonte da capitania do porto.

“Os sete contentores, provenientes de uma empresa química do norte de Portugal, tinham sido embarcados em Leixões com destino ao porto de Marselha, em França”, disse à agência Lusa o comandante do Porto de Setúbal, Alcobia Portugal, salientando que o derrame ficou contido no interior do navio.

“Não houve derrame para as águas do rio Sado e também não há qualquer perigo para a população de Setúbal”, reafirmou hoje o responsável do porto, adiantando que, até final deste domingo todos os contentores danificados deverão ser retirados do navio para um parque devidamente isolado, para não haver contaminação dos solos.

De acordo com o comandante Alcobia Portugal, “só depois de concluída essa operação e de se abrirem os contentores em causa é que se poderá perceber exactamente as quantidades de ácido sulfúrico que foram derramadas.

As operações de contenção do derrame de ácido sulfúrico, detectado no sábado de manhã, estão a ser efectuadas por uma empresa privada, Ecopatrol, com o apoio dos Bombeiros Sapadores de Setúbal.

Lusa

 

Comentários

- Pub -