Mulheres debatem desigualdades no mar

38
visualizações

ÀS 10h30, no Mercado do Livramento, o debate vai ser no feminino em volta do negócio das pescas e da diferença do tratamento salarial entre homens e mulheres

 

- Pub -

O Dia Mundial da Pesca celebra-se amanhã, e é pretexto para realizar o quinto encontro do ciclo “Mar à Conversa”, promovido pela Câmara Municipal, em conjunto com a Associação Natureza Portugal, parceira da World Wide Fund for Nature.

E sob o mote “A Mulher e o Mar”, um grupo de mulheres com actividades relacionadas com o mar, aproveitam este dia para se reunirem numa tertúlia para debater temas relacionados com a dificuldade e os desafios que se colocam à promoção da igualdade de género no setor das pescas.

A tertúlia, que tem início às 10h30, no Ninho de Novas Iniciativas Empresariais, no Mercado do Livramento, promove o diálogo e a reflexão sobre questões relacionadas com a desigualdade entre homens e mulheres na indústria da pesca, nomeadamente nas práticas salariais.

Participam neste encontro a chef Tia Cátia que, através de receitas, apoia e promove o consumo de pescado sustentável, a sub-diretora da revista Activa, Gisela Henriques, a fundadora da empresa de produção de ostras Neptunpearl, Célia Henriques, a bióloga da WWF Rita Sá e a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira.

“Há mais mulheres envolvidas na indústria do pescado do que homens”, desempenhando funções nas áreas da pesca, da produção, do processamento de pescado e da venda, comenta a directora executiva da Associação Natureza Portugal, Ângela Morgado, que também participa na iniciativa enquanto moderadora.

“Estas funções são desempenhadas, muitas vezes, em condições desfavoráveis e com remunerações baixas, o que nos obriga a reflectir sobre como podemos dignificar a posição da mulher nesta indústria”, salienta Ângela Morgado.

Esta tertúlia do ciclo “Mar à Conversa”, dinamizado pela autarquia no âmbito das actividades lúdico-pedagógicas de promoção da marca “Setúbal Terra de Peixe”, é de entrada gratuita, mediante inscrição.

Comentários

- Pub -