Exército invade cidade durante nove dias

53
visualizações

Homenagens, um espectáculo equestre, um concerto, celebrações religiosas e actividades com jovens vão preencher as comemorações do Dia do Exército que, na verdade, vão ser nove. É um modelo para aumentar a relação entre esta força militar e a população

 

- Pub -

Cerca de 2 mil militares vão estar na cidade de Setúbal entre 19 e 27 de Outubro nas comemorações do Dia do Exército. O ano passado a cidade escolhida foi Guimarães e, agora, a preferência é junto ao Sado. “Só faz sentido se estivermos com as pessoas dentro de uma lógica de instituições militar”, afirmava o major-general Figueiredo Feliciano durante a apresentação do programa para estes dias.

Este modelo descentralizado do Dia do Exército, ao passar por várias zonas do país, chega a mais pessoas, principalmente à juventude que “é o nosso público-alvo”, acrescentava o chefe de gabinete do Chefe do Estado-Maior do Exército. Ou seja, a par de divulgar ao país as capacidades do exército, as comemorações também contribuem para “atrair mais jovens para o serviço militar no Exército”.

Organizado entre o Exército e a Câmara de Setúbal, ao longo de nove dias, decorrem um conjunto de iniciativas centradas no Largo José Afonso, na Avenida Luísa Todi e no Parque Sant’Iago, todas de participação gratuita, para a população em geral e também para as escolas.

 

Programa alargado e diversificado

 

“Esta é uma invasão [a Setúbal] consentida e muito agradecida”, afirmou o vice-presidente da Câmara de Setúbal, Manuel Pisco, ontem durante a conferência de imprensa na Casa da Cultura. Mais do que uma demonstração de capacidades militares e bélicas, a iniciativa “reforça a identidade nacional” junto da população, uma vez que “partilha as funções do Exército no apoio ao quotidiano das populações e também em missões de representação da pátria portuguesa”, exclamou o autarca.

Com um programa alargado, o destaque da autarquia e do Exército vai para a conferência “A Portugalidade”, dia 19 a partir das 18h00, no Auditório do Instituto Politécnico de Setúbal. Esta será antecedida de uma homenagem aos Antigos Combatentes, uma hora antes, na Praça Almirante Reis, mais conhecida por Largo dos Combatentes, mas o ponto alto das comemorações é a cerimónia militar.

A começar neste dia, e até ao seguinte, destaca-se o `Boot Camp´ e `Team Building´, no Parque Santiago, em que participam centenas de jovens do ensino secundário e superior. Aqui, vão ter oportunidade de passar pelo ambiente militar e viver momentos como alimentar-se com ração de combate.

 

Rastreios de saúde para pessoas e animais

 

Um espectáculo equestre no Largo José Afonso às 16h00 do dia 20, um concerto pela Banda Sinfónica do Exército, às 22h00 do dia 23 no Fórum Luísa Todi, uma missa de acção de Graças e Sufrágio, na Igreja de São Julião, e a referida cerimónia militar, no dia 27, também no Largo José Afonso, são algumas das principais actividades previstas no programa de comemorações do Dia de Exército.

Nesta cerimónia, “deveremos ter cerca de 400 militares, mas, se consideramos todos os pontos do programa de comemorações, penso que deverão passar por Setúbal cerca de 2 mil militares”, contabiliza o Major General Figueiredo Feliciano.

Dois dias antes, está prevista uma mostra de diversas actividades militares complementares, que terá lugar das 10h00 às 22h00, na Avenida Luísa Todi e no Largo José Afonso.

Outro destaque para este dia 25 vai para a disponibilização de actos médicos, com rastreio de diversos problemas de saúde pelos profissionais do Exército.

O autarca setubalense destacou também a recolocação de uma lápide evocativa dos militares do antigo Regimento de Infantaria 11, de Setúbal, que foram mortos durante a I Guerra Mundial, que tinha sido retirada durante as obras de remodelação do edifício, entretanto transformado numa Escola de Hotelaria, uma cerimónia que se realiza dia 23, às 15h00.

Comentários

- Pub -