América Latina e Portugal lançaram notas de interculturalidade nos palcos da cidade

49
visualizações

O festival ibero-americano EXIB Música esteve pela primeira vez em Setúbal. Durante três dias o evento organizado em parceria com o município setubalense e o Alto-Patrocínio do Presidente da República proporcionou mais de duas dezenas de concertos gratuitos a setubalenses e visitantes

- Pub -

 

 

A 5ª edição do festival de música ibero-americana EXIB Música encerrou com uma gala especial no Fórum Luísa Todi, durante a qual José Afonso foi homenageado, com a atribuição do Prémio da Música Ibero-Americana, pela sua vida e obra decida à música, enquanto ícone da cultura portuguesa e da intervenção da arte nos movimentos políticos e sociais.

Foi João Afonso, sobrinho de José Afonso, que recebeu o prémio pelas mãos da presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, agradecendo ao EXIB “a homenagem que prestaram a José Afonso, à sua obra poética e musical, que nos honra muito. Desejo que a música ibero-americana continue a unir-nos a todos”, disse o cantor, que, em conjunto com o Coral Infantil de Setúbal, protagonizou um dos momentos da noite com a interpretação de “Índios da Meia Praia”.

Também a obra da argentina Mercedes Sosa, dedicada à defesa da paz através da música, foi homenageada no encerramento deste festival icónico, que coloca Setúbal no pódio da multiculturalidade artística a nível mundial.

A sobrinha de Mercedes Sosa, em representação da família, recebeu das mãos do vereador da Cultura, Pedro Pina, o Prémio da Música Ibero-Americana, declarando que “a família de Mercedes Sosa está muito feliz com esta homenagem. Há dez anos que a minha tia não se encontra entre nós e sentimos muito a sua falta, sobretudo nos tempos difíceis que passamos na Argentina, porque ela tinha sempre uma palavra a dizer na luta”, sublinhou.

Nesta primeira edição do Prémio da Música Ibero-Americana foi, igualmente, atribuída a Menção Especial Diversidade a Manuel Obregón, pianista e compositor costa-riquenho, que não escondeu a emoção desta homenagem. “Sinto-me muito honrado por partilhar este prémio com a homenagem prestada a Mercedes Sosa e a José Afonso e agradeço ao povo de Setúbal por me receber tão bem.”

Na Gala de Encerramento do EXIB Música decorreram ainda diferentes homenagens a artistas que, entre a Europa e América do Sul, encontram diferentes casas para promover a música, a dança, o teatro e a pintura, numa simbiose das artes e das suas diferentes culturas.

Neste contexto o pianista, compositor e produtor musical brasileiro Benjamin Taubkin foi também reconhecido pelo EXIB com a atribuição da Menção Especial Compromisso. Um momento de emoção em que o músico destacou a cumplicidade com a qual o seu trabalho foi recebido em Portugal. “Para um brasileiro receber um prémio em Portugal é muito ‘bacana’. Sinto um transbordo de afeto, porque tudo foi feito com muito carinho, e de surpresa também por terem contactado tantas pessoas para falarem de mim.”

A REDPEM – Red de Periodistas Musicales de Iberoamérica atribuiu ainda o Prémio Impulso, que distingue o artista em destaque na edição 2019 do EXIB Música ao grupo português Seiva, que na noite do dia 13 encheu a Praça de Bocage com os sons da nossa tradição musical.

Já o Prémio Artista foi atribuído em homenagem ao artista independente ibero-americano que mais se destacou em 2018 e 2019: o conjunto venezuelano C4 Trio.

Para ambos premiados, a REDPEM disponibiliza uma bolsa de estudo para formação na Berklee College of Music, em Valência, Espanha.

 

Os Três Dias da música

 

Ao longo de três dias, de 13 a 16 de Junho, Setúbal recebeu 21 concertos com entrada gratuita, realizados por artistas provenientes de nove países ibero-americanos que encheram a baixa da cidade com a música de além-fronteiras, desde a Praça de Bocage, à Avenida Luísa Todi e Casa da Baía.

A Praça de Bocage foi o palco da Mostra Oficial que acolheu os projectos musicais seleccionados para a 5ª edição do EXIB Música, num concurso internacional que contou com mais de quatrocentas candidaturas. A Mostra Portugal por seu lado concentrou as suas apresentações no coreto da Avenida Luísa Todi e na Casa da Baía.

O evento incluiu ainda uma mostra de produtos dos diversos países, na Avenida Luísa Todi, e a oportunidade para reflectir sobre a gestão musical e a cidade, num seminário que se realizou no Fórum Luísa Todi e na Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal.

 

“9500 Km al sur”: do Uruguai para Setúbal

 

O artista plástico uruguaio Juan Carlos Barretto foi presença destacada no V EXIB Música com a concretização do mural “9500 km al Sur”. A obra esteve em produção, in loco, no exterior da Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal.

Um trabalho de street art cujo nome foi escolhido pela distância que separa San José de Mayo, terra-natal do artista no Uruguai e a cidade de Setúbal. Uma obra inspirada nas mesas dos cafés e bares das suas cidades.

Juan Carlos Barretto é considerado um dos artistas plásticos mais urbanos da sua geração, tendo conquistado diversos prémios, com destaque para a medalha de ouro do Salón Nacional de Grabados Fundación Lolita Rubial. Os seus murais estão expostos em centros culturais públicos e privados, no Uruguai e Chile.

Comentários

- Pub -