Acesso entre Figueirinha e Creiro volta a fechar no Verão

375
visualizações

A Câmara de Setúbal não tem dúvida que impedir o troço entre a Praia da Figueirinha e a do Creiro é a medida mais segura. Com memória nos fogos de Pedrógão, esta decisão da autarquia veio para ficar e já se fazem planos para melhorar a ida à praia

 

- Pub -

Este Verão o acesso às praias da Arrábida na Estrada Nacional 379-1 por viaturas particulares vai continuar impedido no troço entre Figueirinha e o Creiro, assim como o estacionamento na berma. Em contrapartida está previsto o melhoramento do acesso em modos de transportes suaves e alternativos, e melhoramento dos impedimentos de estacionamento nas bermas.

Estas são apenas duas das medidas previstas para esta época balnear, com base numa decisão que a autarquia de Setúbal não pretende voltar atrás, mesmo depois de toda a contestação e manifestações contra o corte da estrada e parqueamento pago.

Dando o exemplo de fogos que acabaram em grandes danos financeiros e outros em mortes, caso do de Pedrógão, e tendo em conta o ecossistema da Arrábida, José Miguel Madeira, Chefe de Divisão de Mobilidade e Transportes da Câmara Municipal de Setúbal, não tem dúvidas de que acabar com a circulação automóvel no troço entre a Figueirinha e o Creiro foi a decisão correcta por “mais segurança e menos riscos”.

Os dados apurados por esta divisão municipal indicam que no período de Verão, no acesso entre estas duas praias, acabou-se com “cerca de 600 veículos estacionados nas bermas e uns 300 que ficavam parados no centro da via”. Contas feitas, de um troço com “grande possibilidade de acidentes, foram retirados 900 veículos particulares”.

Com isto não só se abriu caminho à circulação de pessoas a pé, como a viaturas de emergência. “Por indicação da protecção civil e forças de segurança soubemos que uma ambulância demorava três horas para ir socorrer alguém na praia e outras tantas para voltar”, comenta o Chefe de Divisão.

 

IP ‘esqueceu-se’ de transferir estrada para a autarquia

 

São argumentos que levam o vereador Carlos Rabaçal, responsável pela Obras Municipais, a comentar que “é preciso verificar o trabalho feito e o que é preciso fazer ainda”. Mas os planos da autarquia nem sempre ficam alinhados com algumas entidades, caso da rotunda que se pretende construir na Figueirinha para resolver o conflito entre o transporte de crianças para a praia e os restantes transportes públicos. Diz José Miguel Madeira que “o projecto está feito”, e o vereador acrescenta que “o IP não conseguiu entregar a estrada à autarquia a tempo da obra ser executada”; portante, “terá de ficar para o ano”.

O modelo de acesso às praias foi apresentado ontem durante uma conferência sobre “Arrábida Reserva da Biosfera”, onde o Chefe de Divisão de Mobilidade e Transportes avançou que vai existir uma “melhoria da segurança rodoviária e acessibilidades através da colocação de impedimentos nas bermas para impedimento de estacionamento abusivo”, do mesmo modo, vai ser ordenado o estacionamento no Parque de Estacionamento do Creiro e Portinho da Arrábida”.

Mas a medida que mais parece ser acarinhada é a aposta nos transportes públicos. No próximo mês de Abril vão ser implementados os Passes Metropolitanos e Passes de Família e, adianta o técnico da Câmara, que estes “podem ser usados no transporte para as praias”, entretanto os bus vai-vem “continua a ser gratuitos”.

Segundo a autarquia, das seis carreiras organizadas no Verão passado para as praias, foram transportadas 213.923 pessoas, o que pode ser traduzido em cerca de 1 200 viaturas em Agosto que não circularam no troço entre a Figueirinha e o Creiro.

 

Passeio da Restinguinha liga PUA à Praia de Albarquel

Com base no Plano de Mobilidade de acesso às praias, a Câmara Municipal de Setúbal vai avançar com a construção de um passeio pedonal de acesso à Praia de Albarquel. A obra que foi adjudicada na segunda-feira, deverá demorar cerca de 3 meses de construção e, segundo refere o vereador Carlos Rabaçal, terá um custo de 13.900 euros.

Esta ligação com cerca de 600 metros, começa junto ao acesso do Parque Urbano de Albarquel. Será delimitado por pilaretes de madeira e linha de guarda para proteger quem ali passa de uma queda.

 

 

Turismo aprova plano de mobilidade

A Câmara de Setúbal apresentou em 2017 a candidatura ao plano de turismo acessível promovido pelo Turismo de Portugal. A candidatura foi aceite e na época balneara de 2020 já deverá estar concluída a obra para a requalificação da Praia de Albarquel e Praia da Figueirinha e também do Miradouro de Albarquel.

Trata-se de uma intervenção que tem em vista facilitar o acesso a pessoas com mobilidade reduzida, ou outro tipo de problemas que dificultem ao nível de motricidade.

Comentários

- Pub -