GNR organiza exercício internacional de busca e resgate

48
visualizações

Capacidade resposta da ajuda de emergência nacional e internacional perante um cenário de catástrofe está em teste no Fogueteiro

 

- Pub -

A Guarda Nacional Republicana (GNR) organiza hoje no Centro de Capacitação do Fogueteiro, pelas 10h00, o Distinguished Visitors Day (DVD). Este dia de portas abertas é realizado no âmbito do exercício internacional MODEX19 para resposta a cenários de catástrofe, que se encontra a decorrer no centro até amanhã.

A visita ao exercício conta com a presença do Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, do Comissário Europeu para a Ajuda Humanitária e Gestão de Crises, Christos Stylianides, e do Comandante-geral da GNR, Tenente-General Luís Francisco Botelho Miguel.

O DVD do MODEX19 conta com a participação de operacionais de 14 nacionalidades – entre condução, avaliação e execução do exercício – a actuar num cenário fictício de catástrofe.

O cenário é uma vila após ocorrência de terramoto, com epicentro no mar, ao largo da baía do Tejo, seguido de um tsunami que devastou a zona costeira de Portugal, com especial incidência nos distritos de Lisboa e de Setúbal.

Aqui a maior parte dos edifícios colapsou e são testadas as respostas a situações como área de escombros para trabalho de binómios cinotécnicos, um piso inferior de prédio com diversos veículos soterrados em garagens e um autocarro soterrado devido a deslizamento de terras.

Seguindo o pressuposto de que “as estruturas dos agentes de proteção civil em Portugal apenas teriam capacidade de intervenção no distrito de Lisboa”, a GNR descreve que “é solicitada ajuda internacional para dar uma resposta a esta catástrofe no distrito de Setúbal”. Assim, são activados módulos, na área de intervenção de Urban Search and Rescue, provenientes da Dinamarca, Espanha, Grécia, Holanda e Roménia para dar resposta ao cenário apresentado.

 

MODEX19 mobiliza centenas de operacionais

 

O exercício MODEX19 organizado pela GNR, com o apoio da Comissão Europeia, recebe cerca de 400 elementos ou longo de três dias, sendo desenvolvido no âmbito do Mecanismo de Proteção Civil da União Europeia.

O objectivo principal é testar a resposta dos vários módulos de proteção civil, de diversos países e inscritos na Capacidade Europeia de Resposta à Emergência (reserva voluntária), em cenários de catástrofe em todo o mundo, dando ênfase à interoperabilidade entre os mesmos.

Comentários

- Pub -