Rodrigo Leão, o cantor mais esperado

20
visualizações

Rodrigo Leão será acompanhar dos músicos João Eleutério e Carlos Toni Gomes, da violinista Viviane Tupikova e da cantora lírica Angelina Silva

 

- Pub -

Nascido em Lisboa, aos 55 anos de idade o músico e compositor vem colecionando êxitos praticamente ao longo de um quarto de século. Primeiro com a mítica banda Sétima Legião, depois, com os Madredeus e agora com aqueles que convida para as suas actuações.

Desta vez, por exemplo, far-se-á acompanhar dos músicos João Eleutério e Carlos Toni Gomes, da violinista Viviane Tupikova e da cantora lírica Angelina Silva.

Tendo trabalho com grandes nomes do mundo do espectáculo, como Neil Hannon (The Divine Comedy) ou Beth Gibbson (Portishead), Rodrigo Leão distingue pela sua procura constante de novos rumos. Entre portas, são lhe chegados os nomes de Sónia Tavares, Nuno Gonçalves ou Rui Reininho, entre muitos outros.

Houve quem escrevesse que a “carreira de Rodrigo Leão é singular e riquíssima, estando ligada a alguns dos mais importantes momentos da cena musical portuguesa pós-1980. Rodrigo vê-a quase como um filme ou um livro com diversos capítulos, mas sempre com ligação entre eles.

Explica-nos que os seus modos nunca se chegaram a alterar e que há coisas que tendem a não mudar: “mesmo no princípio da Sétima Legião fazia coisas que ainda hoje repito”, explica, para reforçar a ideia de uma continuidade que a sua música transporta”.

No espectáculo do Seixal, o cantor vai trás canções do novo álbum em que está a trabalhar, e no qual “explora cruzamentos entre a música clássica contemporânea e electrónica, sonoridades trabalhadas por nomes como Ludovico Einaudi e Olafur Arnalds”.

 

Por José Augusto

Comentários

- Pub -