Dia Municipal promove operacionalidade dos bombeiros

13
visualizações

Comemorações incluíram simulacros nas escolas

 

- Pub -

 

A segurança das populações esteve mais uma vez subjacente às comemorações do Dia Municipal do Bombeiro, em Palmela, que terminaram no passado domingo.

A realização de quatro simulacros nas escolas foram o principal destaque com a Escola José Maria dos Santos, no Pinhal Novo, no centro da acção que envolveu as três corporações, bombeiros de Pinhal Novo, que este ano organizaram o Dia Municipal do Bombeiro, os bombeiros e Palmela e de Águas de Moura.

No simulacro colectivo participaram 23 operacionais e 9 viaturas, que ocorreram para combater um incêndio na cozinha da escola e num acidente de um motociclo na entrada do estabelecimento de ensino, que nas horas de ponta sofre o congestionamento de largas dezenas de viaturas. Depois da pronta intervenção dos bombeiros, o presidente Álvaro Amaro fez o balanço da acção que “serviu para testar a capacidade de resposta das estruturas da Proteção Civil, bombeiros e GNR”. O comandante Vasco Marto da corporação do Pinhal Novo coordenou as operações realçando que “o simulacro excedeu as nossas expectativas e comprovou que os bombeiros estão sempre alerta para intervir nos vários cenários e neste caso, nos estabelecimentos de ensino”.

Bombeiros aguardam pelos apoios do Estado

O encerramento do Dia Municipal do Bombeiro foi assinalado com a sessão solene, onde se destacou a falta de apoios do Estado. O presidente dos bombeiros de Pinhal Novo, José Calado, lembrou que “ainda não foram entregues os equipamentos prometidos, o que irá dificultar a intervenção no combate aos incêndios urbanos e florestais”. José Calado lembra também “pagam dois euros à hora aos bombeiros que ainda têm que descontar 10 por cento de impostos” e garante “é urgente rever esta situação que penaliza quem garante a segurança dos territórios e das populações”. A presidente da Assembleia Municipal, Ana Teresa Vicente, reafirmou que os bombeiros das três corporações do concelho “fazem um trabalho insubstituível sendo bombeiros por opção e profissionais na acção e são um exemplo de cidadania”.

O actual presidente da Câmara, Álvaro Amaro, começou por fazer o balanço da criação do Dia Municipal do Bombeiro e lembrou que “nos últimos 10 anos realizámos 56 simulacros nos estabelecimentos de ensino”. A Câmara de Palmela, destacou o edil, “continuará a apoiar os bombeiros do concelho, na requalificação dos quartéis e nos apoios anuais de 130 mil euros para cada associação”, mas o edil garantiu que os apoios “irão continuar e na sessão da próxima quinta-feira, iremos reforçar o apoio com mais 90 mil euros”.

Na sessão solene foram atribuídas medalhas aos bombeiros por serviços prestados.

Comentários

- Pub -