Associação de Moradores do Bairro da Cascalheira tem novos órgãos sociais

41
visualizações

João Caferra promete “coragem, com força e determinação para continuar a elevar o bairro e os moradores”

 

- Pub -

A tomada de posse dos novos dirigentes decorreu na tarde de domingo mobilizando os moradores do Bairro da Cascalheira, no Pinhal Novo, onde a associação é uma referência no movimento associativo com o lema “de todos para todos”.

O novo presidente para o triénio de 2019-2021, João Caferra, defendeu que “a passagem de testemunho exemplar não é um virar de página, mas a continuação de um projecto da associação e do bairro com coragem, força e determinação”.

Para o presidente eleito “não é uma tarefa fácil porque o trabalho desenvolvido nos últimos anos elevaram esta Associação a um patamar de excelência”, mas o “envolvimento dos órgãos sociais e a ajuda de todos os sócios podem elevar o bairro, os seus moradores e esta Associação”.

Na tomada de posse marcaram presença os presidentes da Câmara e da Junta de Freguesia de Pinhal Novo, com Álvaro Amaro a reconhecer o trabalho feito pela anterior comissão de moradores e pela associação, que “tiveram a coragem e a disponibilidade para estar ao serviço dos moradores”, que ao contrário de outras associações “não se tornaram numa coutada para assumirem lugares de protagonismo”.

O presidente da Câmara de Palmela lembrou “ser dirigente associativo não é fácil, pois cada um tem obrigação de trabalhar para a comunidade e para o bem comum” e deixou o desafio ao novo presidente “todos os dias há novos desafios e devem inovar com respostas sociais que ainda fazem falta e podem contar com a Câmara de Palmela para atingirem os objectivos da população do Bairro”.

Vinte anos depois

Manuel Ribeiro, o presidente cessante, dirigiu a associação durante 20 anos, onde desenvolveu um trabalho reconhecido por todos. O Bairro da Cascalheira sofria de todos os males que afectam um território clandestino, onde se procedeu à legalização dos terrenos, para se construírem as infraestruturas desde o saneamento à água e ao alcatroamento de ruas. A construção da sede da Associação de Moradores, que foi ampliada no ano passado, a implantação de um parque infantil e de um espaço de jogos e os arranjos dos espaços exteriores contaram com a participação dos moradores.

Actualmente a sede já é pequena para os cerca de 200 sócios, que contam com apoios de mecenas, que ofereceram um oratório junto à sede.

Comentários

- Pub -