Artistas de renome agradam aos pinhalnovenses

46
visualizações

A 22ª edição das Festas do Pinhal Novo foi ontem apresentada com um cartaz de artistas de renome como Diabo na Cruz, Augusto Canário, Sangre Ibérico, Adriana Lua e Virgul

 

- Pub -

 

O palco da Praça da Independência receberá um leque de artistas que agradam aos pinhalnovenses, durante os festejos que se realizam de 06 a 11 de Junho.

No dia de inauguração irá actuar a banda “Diabo na Cruz”, e no dia 7 subirá ao palco o humorista Augusto Canário, seguindo-se o Festival Nacional de Folclore, que inclui ranchos folclóricos da freguesia, Casa do Povo, Rurais da Lagoa da Palha e Arredores, Danças e Cantares de Olhos de Água e Rancho da Herdade de Rio Frio e grupos folclóricos convidados da Barra Cheia, Riachos do Ribatejo, Cantares do Minho, Vale Paraíso da Azambuja e os Amigos de Monte Negro do Algarve. Na  Noite da Popular FM, no dia 9 subirá ao palco a banda “Sangre Ibérico”. A artista brasileira Adriana Lua subirá ao palco no dia 10 e o encerramento das festas estará a cargo de Virgul.

No programa das Festas Populares são também destaques as  seis largadas de toiros, o piquenique caramelo, a procissão, os grupos corais, as marchas populares, as danças de salão, as sevilhanas, o encontro de danças e os bailaricos. A Associação aposta também na vertente desportiva como o futsal, a pesca, a ginástica, os jogos tradicionais, BTT, atletismo e caminhada.

O presidente da Associação das Festas, Herlander Vinagre, sublinhou “as nossas festas mobilizam gentes e vontades para o melhor programa, que contou com uma equipa de que sinto orgulho”. E destacou que o “cartaz deste ano apresenta os azulejos da estação de Pinhal Novo, que fazem parte da história desta terra”.

“As festas são populares e feitas pelo povo”

O presidente da Junta de Freguesia de Pinhal Novo, Manuel Lagarto, explica que as “festas do Pinhal Novo são populares, porque são feitas pelo povo e nestes 22 anos continuam a inovar e a despertar o interesse da população e dos visitantes”. O autarca continua a “garantir o apoio de 7 mil euros, largamente ultrapassado no apoio logístico”.

“Fazemos parte da festa”

O presidente da Câmara de Palmela destacou o início da apresentação com a música da SFUA, onde “estamos fortemente empenhados na candidatura de Palmela a cidade criativa da música”. Para o edil “Pinhal Novo é uma terra feliz não só pelo desenvolvimento económico e sustentável, mas sem pôr em causa as suas tradições caramelas e ferroviárias”. Álvaro Amaro considerou “o programa eclético numa festa de fraternidade inclusiva e intercultural e a autarquia identifica-se com esta linha de trabalho porque fazemos parte e estamos na festa”.

Para o presidente palmelense “as festas vão continuar a fazer história no futuro”.

As Festas Populares de Pinhal Novo envolvem um orçamento de 275 mil euros, com um apoio monetário da Câmara de 14 mil euros, sendo o apoio logístico superior a 38 mil euros.

Comentários

- Pub -