Nossa Senhora de Aires une Viana do Alentejo à Cascalheira

20
visualizações

Comemoração do primeiro aniversário contou com a presença de grupos corais e do presidente da Câmara de Viana do Alentejo no Bairro da Cascalheira

 

- Pub -

A Associação de Moradores do Bairro da Cascalheira sonhou em erguer uma capela à Nossa Senhora de Aires mas, depois de ser anunciada a construção da Igreja do Pinhal Novo no lado sul, os dirigentes apostaram em avançar com a implantação de um Oratório, que assinalou no domingo um ano de existência.

Este bairro nasceu em 1970 com a vinda de pessoas oriundas de Viana do Alentejo e devotas a Nossa Senhora de Aires.

O presidente da associação lembra que o bairro quando nasceu “não tinha saneamento, nem água, mas os moradores uniram-se e criaram um bairro que hoje tem todas as condições e que é um exemplo na freguesia de Pinhal Novo”. O presidente do Bairro da Cascalheira recorda que “só em 2015 tomámos posse do terreno e não parámos de sonhar”.

A responsável pela Comissão de Instalação e Manutenção do Oratório, Cândida Gomes, destaca “os elos muito fortes que foram criados entre o Bairro da Cascalheira e Viana do Alentejo, onde o Oratório à Nossa Senhora de Aires é a ‘menina dos nossos olhos’ e queria fazer o pedido para que ficasse a fazer parte do Roteiro da Romaria da Moita”.

O presidente da Câmara de Viana do Alentejo, Bernardino Pinto, sublinhou a importância destes momentos de convívio e a ligação “cada vez mais forte em torno da Nossa Senhora de Aires” e enalteceu “o dinamismo da sociedade civil, que para além das ideias também desenvolve acções”.

O edil alentejano deixou o desafio: “O concelho de Viana está disponível para participar com os grupos corais e cavaquinhos, pois sem alma não conseguimos trabalhar”.

 

“É uma honra ter esta associação como parceira”

 

O vice-presidente da Câmara de Palmela, Adílo Costa, realçou a presença do autarca de Viana do Alentejo, que “veio honrar um compromisso muito importante” e realçou a importância da associação “pelo trabalho que tem feito em termos comunitários”, o qual deve ser visto como “um exemplo a levar a outros lados”.

Adílo Costa admitiu ainda que a Câmara de Palmela “sente-se honrada de ter a associação como parceira”, até porque, salientou, “é mais importante o que nos une do que o que nos divide”.

O padre Gonçalves veio das Caldas da Rainha para a prelação ao Oratório a Nossa Senhora de Aires, mas antes o Grupo Flores de Abril da Granja, cantou e encantou: “É uma santa tão bonita/ tem feito tantos milagres/ são coisas de acreditar/ é uma santa milagrosa/ a Virgem Senhora de Aires”.

A animação contou também com a actuação do Grupo Coral Velha Guarda e do Grupo de Cavaquinhos de Viana do Alentejo.

Comentários

- Pub -