“É importante ser um símbolo da minha terra”

60
visualizações

Jovem de 16 anos sonha em ser fisioterapeuta e foi eleita Rainha das Vindimas, num espetáculo de luxo, de onde o público não arredou pé até quase às duas da manhã

 

- Pub -

A Rainha das Vindimas já procedeu ao corte simbólico das uvas para inaugurar ontem a Festa das Vindimas, que arrancou ontem em Palmela.

Na noite anterior, com o Cinema S. João completamente esgotado, teve lugar a Gala de Eleição da Rainha das Vindimas, que contou com a participação de 14 jovens do concelho.

No primeiro desfile, as jovens apresentaram o traje regional, seguindo-se a eleição por todas as candidatas da Miss Simpatia, cuja escolha brindou Maria Reis, de 18 anos, residente em Aires.

Depois do desfile em traje de noite, o júri presidido por Mónica Anjos (Rainha das Vindimas de 1997), Joana Vida (Adega Venâncio da Costa Lima), João Pereira (empresário I Love Palmela), Ângelo Machado (presidente da Rota dos Vinhos e da Adega de Palmela) e Carlos Valente (presidente do Palmelense), escolheu as seis candidatas para passarem à final. Ana Sofia Roque, de 16 anos, de Palmela, Matilde Quintalo, também de Palmela e com 16 anos, Beatriz Betencourt, 17 anos, de Palmela, Diana Sousa, de 16 anos, de Palmela, Diana Cavalinhos, de 16 anos de Algeruz e Isa Moço, de 16 anos de Palmela, foram as seleccionadas para esta fase.

A artista Wanda Stuart animou o espetáculo acompanhada da filha e da banda, que interpretou vários temas do seu reportório terminando com um hino de defesa ao ambiente e deixando um recado “apelo aos lideres mundiais para que tenham menos soberba”.

 

Mensagens em vídeo

A organização da Gala pela Associação das Festas foi mais um exemplo de criatividade com Maria João Camolas, presidente das Festas, Jorge Mares, presidente da Junta de Freguesia de Palmela, Álvaro Amaro, presidente da Câmara e Ana Teresa Vicente, presidente da Assembleia Municipal a deixarem mensagens, que foram transmitidas em vídeo, enquanto se aguardava a decisão do júri e das seis jovens escolhidas para a final, desfilarem em traje de gala.

Depois de ser exibido um vestido totalmente reciclado, a associação brindou o público com um vídeo da primeira Festa das Vindimas, e a atribuição de prémios aos criadores da Marcha das Vindimas, subindo ao palco o autor da Música, José Condinho, da Letra, Bruno Contente e de Cristina Delícias a cantadeira. Também os elementos do júri receberam lembranças.

E o momento por que todos aguardavam chegou finalmente, com o anúncio da 2ª Dama de Honor, Matilde Quitalo, seguindo-se a 1ª Dama, Isa Moço. Com o suspense que se impunha foi chamada Mariana Antunes, Rainha das Vindimas de 2018 e candidata à Rainha das Vindimas de Portugal, no dia 7 de Setembro, em Peso da Régua, para colocar a coroa na Rainha das Vindimas de 2019, Diana Sousa. O público concordou com a escolha, que foi aplaudida de pé.

A Gala terminou com Cristina Delícias a cantar a Marcha “Uvas de Palmela”, acompanhada pelos FunParra.

 

Ser ou não ser, eis a questão…

Um dia antes da Gala da Rainha, o executivo da Junta de Freguesia de Palmela convocou uma conferência de imprensa para esclarecer alguns comentários que vieram a lume nas redes sociais. Em causa estava o fato de duas candidatas não serem naturais, nem residirem no concelho como estabelece o regulamento.

O presidente da Junta de Freguesia, Jorge Mares, começou por referir “não costumo dar importância às redes sociais, mas não posso permitir que se ponha em causa a Junta de Freguesia e os seus funcionários” e ”os atestados de residência são iguais para todos os cidadãos e se existirem falsas declarações serão punidas”.

Também a presidente Maria João Camolas garantiu que “a associação tem a consciência tranquila e cumprimos escrupulosamente o regulamento e as candidatas fizeram prova de serem naturais ou residirem em Palmela”.

 

Destaques da Festa

Depois da inauguração de ontem com o corte simbólico do cacho de uvas, com refere o lema “Rainha coroada, festa começada…”, a festa continua até à próxima terça-feira, dia 3 de Setembro, e hoje haverá às 18h00, o Pôr do Sol na Adega, com fabrico de pão e degustação de vinhos, espetáculo equestre, às 21h00 e uma hora depois atua Marta Ren. Amanhã realiza-se às 17h30 o Troféu de Orientação das Vindimas e a noite terá como animação o concerto de Bárbara Bandeira.

Domingo é o Dia especial da Festa, que começa com o Cortejo dos Camponeses às 10h00, seguindo-se a pisa da uva, a bênção do mosto e a missa de ação de graças. A tarde tem como principais referências  a Entrega de Prémios do Concurso Internacional de Vinhos, às 16h00 e o Cortejo das Vindimas às 17h00, com 13 carros alegóricos e este ano dedicado aos 10 anos de Palmela Cidade do Vinho. A noite de domingo tem como ponto alto os Expensive Soul. A Festa termina na terça-feira com o Cortejo Noturno e o Simulacro de Incêndio do Castelo.

Comentários

- Pub -