Bombeiros do quadro alegam “quebra de confiança”

27
visualizações

Duas dezenas de bombeiros graduados esclarecem que demissão “resultou da crescente quebra de confiança do Corpo Activo”

 

- Pub -

 

O comandante dos Bombeiros de Pinhal Novo, demitiu-se alegando “divergências com a direcção da corporação”, mas o Corpo Activo enviou-nos um esclarecimento, onde explica que “houve uma quebra de confiança no comandante Luís Neto”.

No esclarecimento assinado por duas dezenas de bombeiros de bombeiros graduados, refere-se que “entendem a demissão, que resultou de uma crescente quebra de confiança do Corpo Activo na pessoa do comandante” e destaca “atitudes e decisões da exclusiva responsabilidade do comandante, que não foram compreendidas nem poderiam ser aceites pela maioria dos bombeiros”.

Para o Corpo Activo dos bombeiros “o comandante não avaliou correctamente e conduziu a uma situação insustentável da quebra de autoridade com consequências na sua própria motivação e afastamento nos últimos meses”, apesar de reconhecerem que “não põem em causa a qualificação e as competências profissionais de Luís Neto enquanto comandante”.

Os bombeiros entendem esclarecer que “não se pode transmitir a ideia que tudo não passa de um conflito pessoal entre o comandante e o presidente, apesar de nem sempre estarem de acordo”.

O esclarecimento garante que “o corpo de bombeiros não é ingovernável, como já se provou ao longo dos seus 68 anos de história” e conclui “o comando em funções, os órgãos legítimos da Associação e a população podem continuar a contar com toda a nossa prontidão e operacionalidade”

Comentários

- Pub -