Autarcas de Palmela defendem eliminação de portagens

84
visualizações

A última sessão da autarquia de Palmela ficou marcada pela aprovação de uma moção aprovada por unanimidade, onde os autarcas exigem a eliminação das portagens do nó A2 entre Palmela e Setúbal

 

- Pub -

 

O presidente Álvaro Amaro e os vereadores da Câmara de Palmela não aceitam que o município não tenha sido contemplado na requalificação das acessibilidades do Programa Nacional de Investimentos 2030.

Na moção apresentada pelo presidente Álvaro Amaro e subscrita por todos os vereadores exige-se que o Governo altere a decisão e inclua nos Investimentos no sector da Mobilidade e Transportes, “os contributos propostos que não foram contemplados a nível da requalificação das acessibilidades rodoviárias às áreas de acolhimento empresarial como a requalificação das circulares sul e norte com acessos à Autoeuropa, a execução da circular exterior à margem sul, para ligação dos principais centros urbanos mais periféricos e Áreas de Acolhimento Empresarial, incluindo troços para transporte em sítio próprio, construção das variantes às Estradas Nacionais 379 e 252 e eliminação das portagens do nó A2 entre Palmela e Setúbal”.

O edil de Palmela lembrou ao Governo que deve “aproveitar a estabilidade do país para aprovar propostas que interessam ao concelho e à região, porque a Península de Setúbal merece mais investimento face as necessidades que tem”.

Eliminação das portagens

Os vereadores da oposição destacaram a pertinência da moção, que “aborda problemas relevantes”, mas deram especial enfase à eliminação das portagens entre Palmela e Setúbal para “descongestionar o trânsito na Volta da Pedra”.

Paulo Ribeiro, vereador do PSD/CDS, foi mais longe ao sugerir “a abolição das portagens, enquanto não se avançar com a requalificação da 379 e 252” e lembrou “já votámos uma moção em que deviam ser eliminados os pagamentos das portagens”, que “não teve acolhimento no seio do Governo”.

Já o vereador socialista Pedro Taleço reconheceu “ser difícil a eliminação das portagens que estão concessionadas”, mas destaca “é preciso fazer alguma coisa, que ajude a descongestionar o trânsito na Volta da Pedra”. O autarca socialista defende “existem questões que deviam ser resolvidas de imediato para tirar o tráfego das nossas vilas, que afeta a vida dos cidadãos”. Ainda antes da votação por unanimidade da moção, o presidente Álvaro Amaro deixou a sugestão ao Governo para que “equacione a hipótese de transformar o troço entre Palmela e Setúbal numa circular, tendo em consideração os custos com a variante da 252”.

 

Comentários

- Pub -