Sociedade 1.º de Dezembro vai homenagear Salvador Duarte

35
visualizações

Palco do Cinema Teatro Joaquim d’ Almeida contará ainda com actuações de sevilhanas e do Grupo Buena Muerte de Ayamonte, entre outras

 

- Pub -

A Sociedade Filarmónica 1.º de Dezembro do Montijo leva amanhã a efeito, a partir das 21h00, um espectáculo de homenagem a Salvador Duarte que apresentará 32 fadistas em palco, no Cinema Teatro Joaquim d’ Almeida. A iniciativa visa destacar o contributo de Salvador Duarte ao movimento associativo local ao longo dos anos.

Em palco irão estar Ana Maria Sécio, Paulo Penim, Fernando Coelho, Gil Costa, António Pinto Basto, João Nobre, José Rosa, Ricardo Novaes, Carlos Pereira, João Escada e Pedro Lisboa. O lote de fadistas conta ainda com Jorge Morgado, Tiago Simões, Clara Cristão, Julieta Estrela, Tiago Correia, Américo Pires, João Rosado, Carlos Figueiredo, Pedro Angélico, Celeste Barroso da Silva, Cláudia Picado, Cláudia Leal, Maria João Quadros, José Quaresma, Jorge Fernando Jr., Miguel Ramos, João Marques, Rosa Marques, António José Pinto, Maria da Graça e Alfredo Guaparrão.

O grupo será acompanhado à guitarra portuguesa por José Manuel Duarte, Miguel Caninhas e Pedro Vila Nova, “a viola por José Clemente e Ricardo Anastácio, e à viola baixo por José Manuel Vintém.

O espectáculo englobará ainda actuações do Grupo de Sevilhanas da Sociedade Filarmónica 1.º de Dezembro, Elance Flamenco, Diana Fuzeiro, Agrupacion Buena Muerte de Ayamonte, Charanga Los Del Ruedo, Juan Esteban Ramirez.

Dos concelhos de Montijo e Alcochete estão previstas as presenças de autarcas e representantes de várias instituições do movimento associativo, como Santa Casa da Misericórdia do Montijo, União Mutualista Nossa Senhora da Conceição, grupos dos forcados do Aposento do Barrete Verde bem como dos Amadores, ambos de Alcochete, além da Tertúlia Tauromáquica e dos Amadores do Montijo, e Casa da Malta de Alcochete, entre outros.

A apresentação do espectáculo, organizado por Joaquim Lázaro, estará a cargo de Inga Oliveira e Pedro Ramalho.

 

Comentários

- Pub -