Mercado Municipal ganha loja de vinhos e Adega de Pegões recebe 18 medalhas

46
visualizações

Novo espaço funciona de quinta a sábado. Cooperativa de Santo Isidro voltou a ser a adega portuguesa mais premiada no Concurso Internacional ‘La Cittá del Vino’

 

- Pub -

A Câmara do Montijo assinalou o Dia Mundial do Enoturismo, no passado sábado, com a inauguração da Loja de Vinhos no Mercado Municipal e, simultaneamente, com a entrega das 18 medalhas alcançadas pela Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões no XVIII Concurso Internacional “La Cittá del Vino”

O novo espaço dedicado aos vinhos e sabores da região de Setúbal “resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal do Montijo e a Associação Rota de Vinhos da Península de Setúbal e pretende ser um local preferencial de mostra e venda de produtos representativos dos 21 produtores da região que integram a referida associação”, revelou a autarquia. Nuno Canta, presidente da Câmara do Montijo, Ângelo Machado, que preside à Associação Rota de Vinhos da Península de Setúbal, e Henrique Soares, presidente da Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal, procederam à inauguração da loja que, nos meses de Novembro e Dezembro, estará aberta ao público entre as 9h00 e as 14h00 de quinta-feira a sábado.

Paralelamente, a cerimónia serviu para entrega das 14 medalhas de ouro e quatro de grande ouro conquistadas pela Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, que voltou a ser a adega mais premiada no concurso anteriormente denominado “La Selezione del Sindaco”.

 

Sucesso e objectivos

 

Mário Figueiredo, presidente da direcção da cooperativa vulgarmente conhecida como Adega de Pegões, recebeu os prémios e não deixou de apontar a objectivos futuros.

“Temos conseguido fazer as mudanças necessárias na actividade para que os nossos vinhos sejam cada vez melhores. Espero que as novas gerações sigam estes passos. Estamos empenhados nisso e, inclusive, em novos projectos relacionados com o enoturismo”, disse.

A tónica do discurso do responsável pela Adega de Pegões foi acentuada por Nuno Canta, que realçou o trabalho de todos os que têm contribuído para a afirmação e sucesso da produtora vinícola.

“Estes prémios são, no fundo, uma homenagem a quem trabalha diariamente na vinha, às gerações de homens e mulheres que não deixam morrer no Montijo a cultura vitivinícola. São prémios que resultam da persistência, da vontade, do empenho e do trabalho de todos os que fazem parte da Cooperativa de Santo Isidro de Pegões e que a tornaram na adega mais medalhada do País”, frisou o autarca.

A cerimónia contou ainda com a participação do presidente da Associação de Municípios Portugueses do Vinho, José Arruda, que revelou que a região de Setúbal foi a mais premiada no XVIII Concurso Internacional “La Cittá del Vino”.

Comentários

- Pub -