Agência do Ambiente favorável a aeroporto no Montijo mas com condições de 48 milhões

91
visualizações

Decisão foi conhecida esta noite e ANA Aeroportos tem agora dez dias úteis para se pronunciar

 

- Pub -

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) emitiu hoje a proposta de Declaração de Impacte Ambiental (DIA) relativa ao aeroporto do Montijo e respectivas acessibilidades, tendo a decisão sido “favorável condicionada”, viabilizando o projecto.

“A DIA é favorável condicionada, viabilizando assim o projecto na vertente ambiental. A DIA inclui um pacote de medidas de minimização e compensação ambiental que ascende a cerca de 48 milhões de euros”, refere a APA em comunicado.

Entre as principais preocupações ambientais estão a avifauna, ruído e mobilidade.

Do pacote de medidas de mitigação e compensação constam 7,2 milhões de euros mais 200 mil euros por ano para o ICNF investir na protecção das aves, 15 a 20 milhões de euros para os custos de insonorização de edifícios, tanto públicos como privados, e até 10 milhões de euros a pagar à Transtejo para que esta empresa melhore a mobilidade no Tejo através da aquisição de dois novos navios.

A decisão da APA já foi comunicada ao proponente da obra, a ANA Aeroportos, que tem agora dez dias úteis para responder se aceita ou não as condições.

Para além da construção do novo aeroporto na Base Aérea n.6, no Montijo, num investimento global superior a 1.7 mil milhões de euros, o projecto agora viabilizado pela APA prevê também a construção de um novo acesso rodoviário, que permitirá estabelecer a ligação do Aeroporto do Montijo à Autoestrada A12, a beneficiação do acesso rodoviário ao Terminal Fluvial do Cais do Seixalinho e a construção de uma ciclovia ao longo deste acesso.

Comentários

- Pub -