B&B Montijo Hotel vai ter quatro pisos e custar M€ 5,5

218
visualizações

Lançamento da primeira pedra realizou-se esta tarde. Equipamento vai contar com 112 quartos e deverá estar concluído até ao final do próximo ano

 

- Pub -

 

O novo hotel, de três estrelas, que está a ser construído no centro da cidade do Montijo vai ter quatro pisos – mais um do que o inicialmente revelado pelo presidente da autarquia, Nuno Canta –, uma capacidade para 112 quartos e representará um investimento global, da cadeia hoteleira B&B Hotels, de 5,5 milhões de euros.

A cerimónia de lançamento da primeira pedra obra, no cruzamento entre as avenidas João XXIII e D. Afonso Henriques, decorreu esta tarde com a presença de responsáveis da empresa construtora Casais e do grupo proprietário do equipamento, além do presidente da Câmara Municipal.

O valor de obra ascende a cerca de quatro milhões de euros mas o investimento total está estimado em 5,5 milhões, revelou a empresa construtora, que deu a conhecer em primeira mão a O SETUBALENSE a imagem virtual do futuro B&B Montijo Hotel.

Trata-se de “um Bed & Breaksfast de três estrelas, com quatro pisos e capacidade para 112 quartos cómodos, funcionais, atractivos e com preços acessíveis”. O projecto “conta com a assinatura do arquitecto Fernando Rocha da URBIS”, adiantou o Grupo Casais, confirmando o prazo previsto para a conclusão da empreitada – até ao final do próximo ano.

O equipamento da B&B Hotels – cadeia hoteleira que foi adquirida pela PAI Partners em 2016 por 800 milhões de euros – vai assim substituir o antigo edifício onde funcionou o extinto jornal “Gazeta do Sul”, junto ao parque municipal.

A cerimónia de lançamento da primeira pedra, esta tarde, abriu com uma intervenção de António Carlos, CEO da Casais Engenharia e Construção, seguindo-se o discurso sobre o projecto do novo hotel, a cargo de Torcato Faria, Country Manager da B&B Portugal. Nuno Canta fechou o período de discursos.

Montijo entre sete hotéis a criar

A B&B Hotels, que chegou recentemente ao mercado português, tem em marcha a criação de outras duas unidades hoteleiras, uma em Sacavém (B&B Hotel Lisbon Airport) e outra em Oeiras, e prevê ainda abrir hotéis em Matosinhos, Vila Nova de Gaia, Viseu e Viana do Castelo, num investimento global de 70 milhões de euros nos sete equipamentos (incluindo o do Montijo).

O Grupo Casais é a empresa responsável pela construção de quatro das referidas unidades hoteleiras e assume ainda a promoção de três destes hotéis – Montijo, Oeiras e Vila Nova de Gaia.
“Até ao final de 2020, o Grupo Casais tem previsto a lançamento da primeira pedra da unidade hoteleira B&B de Oeiras e Vila Nova de Gaia, assim como a conclusão da unidade B&B Hotel Lisbon Airport, que tem inauguração prevista para a próxima Primavera”, esclareceu a construtora.

“Estes projectos são o exemplo vivo do tipo de relação que o Grupo Casais pretende estabelecer com os seus clientes. Procuramos oferecer, desde a fase de desenvolvimento do projecto, soluções que vão permitir que a execução da obra corra com uma maior fluidez, cumprindo os objectivos e a visão do cliente”, sublinhou António Carlos Rodrigues, CEO do Grupo Casais.

A B&B Hotels, recorde-se, apresenta mais de 500 hotéis espalhados por toda a Europa. Alemanha, Itália e Polónia, além de Portugal, são apenas alguns exemplos de investimentos realizados pela cadeia hoteleira que nasceu em França em 1990 e que também marca presença em… Marrocos.

Comentários

- Pub -