Contribuir para a cobertura universal da vacinação é um dos objectivos da acção. Municípios da Península de Setúbal aderiram

9
visualizações

Corporação recebeu do município uma viatura de emergência pré-hospitalar e apresentou outra, de transporte de doentes, que adquiriu. Presidente da direcção exigiu mais apoio do Estado aos bombeiros

 

- Pub -

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Canha comemorou, no passado dia 28, 36 anos de existência, numa cerimónia marcada pela inauguração de duas novas viaturas que vieram reforçar os meios de socorro da corporação.

Os bombeiros passaram a contar com mais uma ambulância de emergência pré-hospitalar, que representou um investimento de 51 mil euros suportado pela Câmara Municipal do Montijo, e outra viatura de transporte de doentes, adquirida com fundos próprios da corporação.

Durante a sessão solene, o presidente da direcção dos Bombeiros de Canha, Salvador Herculano, enalteceu o apoio da Câmara Municipal às duas corporações do concelho, ao mesmo tempo que reclamou mais apoio da parte do Estado, sublinhando que “mais de 90 por cento do socorro e emergência em Portugal é prestado pelos bombeiros”.

“Os subsídios oficiais continuam a ser insuficientes e é, por isso, tempo de pensar numa lei de financiamento dos bombeiros que espelhe a responsabilidade do Estado e das autarquias no socorro às populações e o papel preponderante desenvolvido pelos bombeiros”, disse Salvador Herculano, ressalvando que “o esforço de valorização do pessoal e a modernização de equipamentos só tem sido possível com o apoio de diversas entidades”, como a Câmara e as juntas de freguesia de Canha e de Pegões.

Nuno Canta, presidente da Câmara Municipal do Montijo, reforçou aquele que tem sido o papel assumido pela autarquia no apoio aos bombeiros do concelho reconhecendo o valor dos contributos prestados em prol das populações.

“Esta é uma ocasião para recordar o passado desta casa e dirigir uma palavra de gratidão e estímulo aos que estão, hoje, à frente desta associação. Porque não esquecemos os nossos bombeiros e a sua coragem, garantimos os apoios financeiros necessários à sua missão, com novas ambulâncias e assegurando os custos de funcionamento das equipas de intervenção permanentes”, lembrou o autarca. “Todos somos indispensáveis para construir um concelho mais seguro”, acrescentou o edil a concluir.

A sessão solene contou ainda com as presenças dos presidentes das juntas de freguesia de Canha e de Pegões, de representantes da Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil, da Liga de Bombeiros Portugueses e da Federação Distrital de Bombeiros.

Comentários

- Pub -