Referência mundial da geofísica vai visitar aldeia mineira do Lousal

41
visualizações

Sul-coreano Sang-Mook Lee destaca-se também pela defesa dos direitos das pessoas com mobilidade reduzida. Tem mantido forte colaboração com os responsáveis do Centro Ciência Viva do Lousal

Sang-Mook Lee, reputado geofísico sul-coreano, vai visitar na próxima quarta-feira, 17, a aldeia mineira do Lousal. A deslocação do professor ao concelho de Grândola resulta de um convite lançado pelos responsáveis do Centro Ciência Viva do Lousal, com quem o sul-coreano “mantém uma forte colaboração”, anunciou a Câmara Municipal.

- Pub -

Sang-Mook Lee aproveita uma estada de seis dias em Portugal – tendo em vista a participação nas comemorações da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa – para, no penúltimo dia de visita a terras lusas, integrar na agenda um encontro na localidade do litoral alentejano. “Durante este período Sang-Mook Lee irá ainda participar numa reunião técnica com responsáveis do LNEG, Almina/EPDM e Somincor/Lundin Mining, no Centro de Estudos Geológicos e Mineiros do Alentejo”, adiantou a autarquia.

O geofísico é visto pela comunidade científica mundial como “o Stephen Hawkings da Coreia”, depois de ter sofrido “um devastador acidente rodoviário”, encontrando-se actualmente tetraplégico.

“A partir desse momento, além da sua continuidade no trabalho de investigação científica, tornou-se uma figura mundialmente incontornável na defesa dos direitos das pessoas incapacitadas ou com limitação de mobilidade e na demonstração da sua possibilidade de continuarem activas e socialmente produtivas”, lembra a edilidade.

As condições de acessibilidade aos espaços e equipamentos científicos da Mina do Lousal “têm constituído uma das prioridades do município de Grândola e do Centro Ciência Viva do Lousal, ao longo do processo de revitalização da aldeia mineira”, sublinha a autarquia a concluir.

Comentários

- Pub -