Escola Superior de Tecnologia festejou duas décadas no Barreiro

22
visualizações

A instituição de ensino superior celebrou 20 anos com a presença de vários elementos que marcaram a história da escola, desde as antigas instalações no Bairro de Santa Bárbara até à localização actual, na Quinta dos Fidalguinhos.

 

- Pub -

Vinte anos depois da criação da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro do Instituto Politécnico de Setúbal (ESTB/IPS), a instituição de ensino superior orgulha-se de ter levado o nome do concelho aos quatro cantos do mundo, através dos muitos engenheiros ali formados, tendo celebrado a data na última sexta-feira, dia 15, na presença de vários directores, pessoal docente e não docente, numa sessão comemorativa que contou, entre outros convidados, com a presença de antigos alunos e do presidente da Câmara do Barreiro, Frederico Rosa, num evento onde reinaram as memórias de duas décadas de existência.

O ainda director Pedro Neto, considera que a escola caracteriza-se hoje “por ter profissionais de elevada competência e altamente qualificados”, que têm contribuído “para a criação de valor para a sociedade”, com uma taxa de empregabilidade dos seus cursos a atingir quase 100 por cento. O responsável revelou que actualmente “é possível encontrar diplomados do Barreiro como empresários, empreendedores, empregadores, doutorados, mestres e investigadores como trabalhadores de competência em instituições públicas e privadas” do país e salientou que representa “uma investigação de qualidade reconhecida, quer nas áreas das suas formações ou na educação em engenharia”, realçando a componente técnica da prestação de serviços especializados em entidades e empresas, onde equipas compostas por docentes e estudantes “têm vencido prémios em concursos na área do empreendedorismo”.

O responsável encarou a festa de aniversário como uma oferta em sinal de celebração e de reconhecimento para “quem nos acolheu e a todos os que contribuíram ao longo destes 20 anos para o que é a EST do Barreiro”. Pedro Neto recuou no tempo até 1999, para expressar uma palavra de agradecimento e de homenagem aos antigos responsáveis, nomeadamente ao professor João Vinagre, primeiro director que deu início aos trabalhos daquela escola e que a conduziu durante onze anos, assim como à docente Otília Dias, que “soube dirigir a EST num contexto particularmente complexo” e ainda a Pedro Ferreira, que se manteve naquele cargo num período em que a mesma “se afirmou como moderna e matura”. Para o futuro, Neto desejou sucesso ao estabelecimento, com um valor que seja cada vez mais reconhecido, mantendo a taxa de empregabilidade plena.

 

“Escola dá contributo decisivo para a cidade”

 

Já o presidente de câmara sublinhou “os serviços e a educação” prestados naquele espaço de ensino e de abertura à comunidade onde se insere. “É fundamental a criação e retenção do seu capital humano e não tenho dúvidas que a escola deu e continua a dar um contributo decisivo para a cidade”, referiu, relembrando as suas origens no Bairro de Santa Bárbara até à actual localização, que classificou de “extraordinária” e serviu de âncora a um desenvolvimento “que queremos rejuvenescido e alicerçado no saber e conhecimento, tendo a capacidade de estabelecer pontes para as nossas empresas, comércio e capital humano”. Como barreirense, Frederico Rosa espera que o futuro passe por “um caminho de qualidade, certificação, muito sucesso e que esteja sempre de portas abertas como o tem feito até ao momento”.

 

De acordo com o presidente do Instituto Politécnico de Setúbal, Pedro Dominguinhos, celebrar a memória institucional daquele espaço implica “lembrar o papel do antigo presidente Pedro Canário, que soube convencer a população que era importante instalar esta escola na Quinta dos Fidalguinhos e na região”. O responsável recorda que nas comemorações dos 40 anos do IPS, foi atribuído o título de instituição benemérita à Câmara do Barreiro, porque “quisemos e queremos continuar a reconhecer o seu papel, ao longo dos vários executivos, e como parceiro queremos que este papel seja ainda mais relevante para dar oportunidades às pessoas”, disse. Dominguinhos lembrou ainda o papel da professora Otília Dias, que a partir de Janeiro voltará a ser o centro da EST do Barreiro, numa união “que demonstra ter capacidade de construir família”.

 

Agradeceu também a colaboração do Rotary Club do Barreiro pelo apoio que tem dado aos estudantes, destacando a importância do trabalho conjunto tendo sido entregues duas bolsas de estudo a estudantes, relativas a 2018/19 e ao ano escolar de 2019/20, uma das quais ainda por atribuir. “Promover a igualdade de oportunidades, dando a possibilidade a muitos que estão a trabalhar de poder estudar em horário pós-laboral” é um dos nossos objectivos, sendo um dos maiores desafios nos próximos anos “continuar a qualificar a população”, concluiu o presidente do instituto. As comemorações prolongaram-se pelo fim da tarde e durante a noite, com um magusto, churrasco, karaoke e um concerto pela banda “The Great Gig”. Também a ESTBartuna animou aquela sessão.

 

Luís Geirinhas

Comentários

- Pub -